Rio celebra centenário de Emilinha Borba, a Rainha do Rádio

Comemorações contarão com uma extensa agenda cultural no Centro e na Zona Sul do Rio

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Celebrando o centenário de Emilinha Borba, a ‘Favorita da Marinha’, a Feira do Rio Antigo, na Rua do Lavradio, no Centro do Rio, recebe durante os sábados de agosto, mês em que a artista completaria 100 anos, um sarau cultural com exposição de acervo e espetáculo musical recordando os eternos sucessos e marchinhas da Rainha do Rádio.

A programação segue na Zona Sul da cidade, com a Cinemateca do Museu de Arte Moderna, que prepara o Festival ‘Emilinha Borba – 100 Anos’, exibindo filmes raros das décadas de 1940 e 1950.

Além das programações culturais, o fã clube de Emilinha – um dos mais antigos do Brasil – convida para Missa Solene com homenagem do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil, corporação que a elegeu como sua ‘Favorita’, em 1947.

A abertura das comemorações conta também com o show ‘A Era do Rádio – Emilinha Borba, 100 anos’, no Teatro Claro Rio, em Copacabana e o Musical ‘A minha, a sua, a nossa, a Favorita!’, na Turma OK, no Centro do Rio.

Advertisement

Leia também

Terminal Gentileza começa a operar para população; veja detalhes

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

Serviço:
Sarau Cultural – Centenário de Emilinha Borba:
Sábados de Agosto de 2023 – a partir das 11h.
Abertura: 05 de Agosto com Espetáculo Musical com a atriz e cantora Stela Maria Rodrigues, estrela do musical ‘Emilinha’ – 16h.
Local: Feira do Rio Antigo – Praça Emilinha Borba (R. do Lavradio, 27 – Quarteirão Cultural do Novo Rio Antigo)

Festival de Cinema ‘Emilinha Borba – 100 Anos’:
Dias: 12, 13, 19 e 20 de Agosto – 15h.
Local: Av. Infante Dom Henrique, 85 – Praia do Flamengo, RJ.

Missa Solene com homenagem do Corpo de Fuzileiros Navais e Coral da Escola Municipal Ginásio Emilinha Borba:
31 de Agosto de 2023, às 10h.
Local: Igreja de São Francisco de Paula (Largo de São Francisco, Centro – RJ)

Emilinha Borba

Nascida na Mangueira, Emilinha Borba é considerada como um dos primeiros ídolos de massa do Brasil. Afilhada artística de Carmen Miranda, estreou no emblemático Cassino da Urca, ao lado de personalidades como Virgínia Lane, Dalva de Oliveira e Linda Batista, e em 1947 e 1949 foi eleita pelos próprios marinheiros como a Favorita Marinha do Brasil e, posteriormente, em 1955 a ‘Favorita Permanente’.

Integrou o elenco da Rádio Nacional do Rio de Janeiro – o maior veículo de comunicação da época –, onde consolidou-se como sua ‘Estrela Maior’. Na mesma emissora, foi por vinte anos ininterruptos campeã absoluta de correspondência e isso por conta da sua imensa popularidade, que resultou em fã-clubes espalhados por todo o país. No cinema nacional, participou de aproximadamente 40 filmes. Em 1953, venceu, por aclamação e voto popular, o concorrido concurso de ‘Rainha do Rádio’.

Na década de 1960, foi eleita ‘Rainha das Cantoras’ e do Quarto Centenário do Rio de Janeiro e em 1999, a Secretaria das Culturas da Cidade do Rio de Janeiro outorgou-lhe o título de ‘A Cantora mais popular do Brasil do século XX’. Legou à MPB diversos sucessos fonográficos eternizados no nosso cancioneiro popular, como os boleros ‘Dez Anos’ e ‘Se Queres Saber’ e o baião ‘Paraíba masculina’ além das marchinhas ‘Vai com Jeito’, ‘Tomara que chova’, ‘Mulata bossa nova’, ‘Pó de mico’, ‘Chiquita Bacana’ e muitos outros sucessos.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio celebra centenário de Emilinha Borba, a Rainha do Rádio

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Rio celebra centenário de Emilinha Borba, a Rainha do Rádio
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui