Rio Construção Summit 2023 bate recorde de participantes em apenas dois dias de evento

A expectativa dos organizadores era de que, nos três dias do encontro, cinco mil pessoas visitassem o local

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Lucíola Villela/Firjan

O Rio Construção Summit 2023, que teve início nesta terça-feira (19), recebeu mais de seis mil pessoas, entre autoridades, palestrantes nacionais e internacionais, estudantes e profissionais da área de construção. O evento é o maior já realizado no Brasil e está sendo realizado no Píer Mauá, no Rio de Janeiro. A expectativa dos organizadores era de que, nos três dias do encontro, cinco mil pessoas visitassem o local.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), que participou do primeiro dia da programação, também marcou presença nesta quarta-feira (20), ao participar da mesa-redonda “Cidades sustentáveis & inclusivas”, juntamente com os prefeitos, Ricardo Nunes (SP), e Fuad Noman (BH). Na ocasião, foram debatidos temas, como sustentabilidade, mobilidade urbana, ocupação habitacional nas grandes cidades, além dos desafios enfrentadas pelas gestões municipais brasileiras. A mediadora foi a jornalista Lizandra Trindade.

As mesas-redondas “Diálogo Público + Privado – Impactos da Reforma Tributária no Setor da Construção” e “Oportunidades de desenvolvimento nas pequenas e médias cidades”, com mediação de Renato Correia, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), também foi bastante concorrida.

À tarde, a mesa “Construção de uma economia de baixo carbono e formação de líderes ESG”, foi aberta pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira. Na ocasião, foi apresentada a Pesquisa Firjan ESG 2023, que estudou a prática em 162 empresas – a maior parte delas indústrias nacionais de transformação, de médio e grande portes – para avaliar a aplicação de critérios e métricas em ESG na indústria fluminense. Segundo o levantamento, o mercado está mais qualificado em relação às práticas de Governança – área que evoluiu em relação à edição de 2021. Ainda segundo a pesquisa, a maior parte das indústrias adota os critérios ESG em suas estratégias de negócios e na gestão dos fornecedores.

Advertisement

“É motivo de imensa satisfação estar em evento de tal importância e para participar da entrega de mais uma contribuição da Firjan para a sustentabilidade. Absorver práticas ESG nas estratégias de negócios é uma realidade sem volta, e uma jornada compartilhada entre as empresas e suas partes interessadas, para alcançar a sustentabilidade”, disse Eduardo Eugênio.

Também à tarde, outro tema abordado foi sobre como a Construção Civil pode apoiar a neoindustrialização do Brasil, através do Diálogo Público + Privado. O debate reuniu o presidente da CBIC, Renato Correia (moderador), e os debatedores, Alberto Machado, diretor da Associação Brasileira da Máquinas e Equipamentos (Abimaq); Claudio Medeiros, presidente do Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (SINICON); e Rodrigo Navarro, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

Na terça-feira (19), foi anunciado que o setor deve movimentar aproximadamente R? 800 bilhões até 2026. Também, na terça, representantes do Governo do Estado anunciaram programa HABITA +, que movimentará ainda mais a cadeia da construção.

O Rio Construção Summit 2023 é uma realização do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Rio de Janeiro (Sinduscon-Rio), e conta com a parceria da Firjan, da CBIC, do Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada – Infraestrutura (Sinicon), da Federação Interamericana da Indústria da Construção (FIIC) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Além do apoio do Governo do Estado e Prefeitura do Rio de Janeiro.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio Construção Summit 2023 bate recorde de participantes em apenas dois dias de evento
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui