Rio CVB/ Visit Rio elege Conselho Curador para biênio 2023/2025

Luiz Strauss foi reeleito presidente do Conselho Curador. Carlos Werneck continua como presidente-executivo da entidade

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Rio CVB_ Visit Rio elege Conselho Curador para o próximo biênio / Foto: Alexandre Macieira

O Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB/Visit Rio) elegeu, nesta segunda-feira (8), durante evento no Copacabana Palace, os novos integrantes dos Conselhos Executivo, Curador e Fiscal da instituição para o biênio 2023/2025. Luiz Strauss foi reconduzido ao presidente do Conselho Curador por mais um mandato, indicando Carlos Werneck para continuar como presidente-executivo da entidade.

“Esse mandato foi de reestruturação, buscando trazer de volta a representatividade do Rio de Janeiro mundo afora, através do fortalecimento nos mercados internacionais. Os próximos dois anos serão de crescimento, explorando novos nichos e na busca por parceiros que estejam interessados em somar forças para continuar esse trabalho de valorização da nossa cidade”, afirmou Luiz Strauss.

Com perfil plural, o Conselho é integrado por profissionais de diversas categorias relacionadas a atividades turísticas voltadas para o desenvolvimento e consolidação do setor. Para o próximo biênio, o Visit Rio tem como meta tornar a cidade do Rio de Janeiro a mais conhecida e a mais buscada do mundo.

“Hoje estamos em 27º lugar na busca do Google. Queremos chegar em julho de 2025 entre os destinos mais procurados no mundo e se tornar referência como plataforma e-commerce de um destino brasileiro”, explicou Carlos Werneck, lembrando que o seu primeiro mandato foi marcado pelo expansão do projeto de comunicação que, mesmo com as restrições geradas pela pandemia, conseguiu promover a cidade como destino. “Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia, avançamos em todos os desafios que envolvem a promoção do destino e vamos seguir nesse caminho positivo”, ressaltou Werneck, complementando que, em julho, a instituição apresentará o relatório da sua primeira gestão.

Advertisement

Com a eleição foi incluída a categoria de turismo religioso no Conselho Curador da entidade, dada a sua importância no cenário nacional. Segundo o Ministério do Turismo (Mtur), a atividade é responsável por 8,1 milhões de viagens domésticas, atraindo 50 mil visitantes internacionais anualmente. A ideia é fazer com que o Rio de Janeiro seja um dos principais destinos nacionais dessa categoria que, em 2021, foi o foco de uma parceria entre a Prefeitura e o Rio CVB/Visit para promover os pontos de interesse religioso da cidade, como catedrais, santuários, templos e terreiros, terá como representante. A atividade terá como representante o Padre Omar, reitor do Santuário Cristo Redentor.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio CVB/ Visit Rio elege Conselho Curador para biênio 2023/2025
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. … Com perfil plural, o Conselho é integrado por profissionais de diversas categorias relacionadas a atividades turísticas voltadas para o desenvolvimento e consolidação do setor. Para o próximo biênio, o Visit Rio tem como meta tornar a cidade do Rio de Janeiro a mais conhecida e a mais buscada do mundo….

    Que conselho plural é esse gente, que não tem um homem ou uma mulher negra em posição de destaque, como integrantes desse Conselho?

    O principal produto turístico da cidade do Rio de Janeiro é oriundo de manifestação cultural de origens negras – O DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA/ RÉVEILLON NAS AREIAS DE COPACABANA E O CARNAVAL, são efemérides intrinsecamente ligadas à cultura e ao povo negro dessa cidade. Ter um Conselho tão sectário não contribui em nada para o crescimento do turismo na cidade, num momento de tamanha exigência por causas identitárias. E não se trata aqui, de exigir da instituição que deva ter uma postura empresarial como uma instituição “politicamente correta”, mas simplesmente de não ser BURRA – em termos de “compliance”, uma vez que num segmento de mercado, tão sensível às mídias sociais, ter essa postura não é recomendável para os “players” desse setor. Da minha parte vou sugerir pessoalmente à Ministra do Turismo – DANIELA CARNEIRO, e fazer pressão junto ao meu amigo Marcelo Freixo – Presidente da EMBRATUR, para que revejam tal situação no RIO CAV, ao fazer repasses de recursos públicos para os CONGRESSOS DA ABAV E CONGÊNERES, até que seja corrigida tamanha falta de rumo, e por que não de sensibilidade.
    Muito obrigado.

    Rio, 10/05/23

    Jorge Gomes

    Em tempo: Só para contextualizar sobre o tema, um dos caras mais competente do segmento de turismo no Rio de Janeiro, chama-se JÚLIO CORREIA – Gerente Operacional da ABIH/RJ – que é negro.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui