Rio de Janeiro contabiliza 399 prisões em operação de combate à violência contra a mulher

A 2ª edição da Operação Maria da Penha também registrou 3.565 medidas protetivas no estado do Rio de Janeiro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Bruno Itan

Para reforçar o combate à violência contra a mulher, foi realizada a 2ª da Operação Maria da Penha em todos país. No Rio de Janeiro, foram presas 399 pessoas e registradas 3.565 medidas protetivas. Os dados são do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), responsável por coordenar a operação.

A ação, que também busca difundir os canais de denúncia para reprimir a violência e fomentar políticas públicas voltadas para as mulheres, registrou no estado 3.653 boletins de ocorrência no Rio de Janeiro. O trabalho, realizado entre os meses de agosto e setembro, em todo o país, contou com a atuação de policiais civis e militares dos 26 estados e do Distrito Federal.

Em todo o país, a Operação Maria da Penha resultou na prisão de 12.396 pessoas por agressões domésticas ou feminicídios e na adoção de 44.833 medidas protetivas de urgência. Mais de 72.520 boletins de ocorrência foram registrados.

São Paulo e Rio de Janeiro foram os estados com a maior quantidade de ligações para o número 190 relacionadas à violência doméstica, com 9.416 e 5.197, respectivamente.

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

A primeira edição da Operação Maria da Pena foi deflagrada em 2021, quando 127 mil mulheres foram atendidas pelas forças de segurança. No Brasil, foram contabilizadas 14,1 mil prisões e 39,8 mil medidas protetivas requeridas ou expedidas.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio de Janeiro contabiliza 399 prisões em operação de combate à violência contra a mulher

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui