Rio de Janeiro está entre os 3 estados que mais criaram empregos em 2023, com 141.981 vagas abertas

Somente em outubro, o número de vagas chegou a 18.803 - 7,2% a mais que em setembro, segundo dados do Caged divulgados nesta terça-feira

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Pão de Açucar, Imagem gerada por Inteligência Artificial, Prompt Designer: Gabriel Subtil
Pão de Açucar, Imagem gerada por Inteligência Artificial, Prompt Designer: Gabriel Subtil

O período de janeiro a outubro deste ano foi muito promissor para os trabalhadores fluminenses, com o Estado do Rio tendo gerado 141.981 postos de trabalho com carteira assinada. Somente em outubro, o número de vagas chegou a 18.803 – 7,2% a mais que em setembro. Os resultados colocam o Rio de Janeiro entre os três estados da federação que mais geraram emprego em 2023. Os dados oficiais são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados, nesta terça-feira (28), pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O governador Cláudio Castro (PL) celebrou os resultados e, segundo a sua avaliação, são indicadores de que a economia fluminense está repondo o estoque de empregos perdidos, além de estar criando mais vagas – iniciativa que evidencia um movimento de expansão.

“A geração de empregos é um dos mais importantes indicadores do desempenho econômico. Com a retomada da economia fluminense, conseguimos não apenas repor vagas perdidas como também ampliamos, mês a mês, a oferta de empregos em todo o estado, conforme constatam os dados do Novo Caged. Avançamos, agora, com iniciativas que permitam a ampliação de programas de capacitação e qualificação para o trabalhador fluminense”, afrimou o chefe do Executivo estadual.

De acordo com o relatório de empregabilidade do Observatório do Trabalho da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda a partir dos dados do Novo Caged, o mês de outubro foi positivo para as oito regiões do Estado do Rio, com destaque para a Metropolitana e o Médio Paraíba. Entre as cidades que mais se destacaram estão Rio de Janeiro (10.733), Macaé (1.028), Duque de Caxias (998), Itaboraí (491) e Paraíba do Sul, com 385 empregos gerados.

Advertisement

A capital fluminense foi a que mais criou postos de trabalho entre janeiro e outubro: 60.026, seguida por Magé (8.656), Macaé (8.642), Campos dos Goytacazes (4.895) e Duque de Caxias, que abriu 4.342 vagas de emprego. 

Na análise por setor, o de Serviços, com 10.265 postos criados, lidera o ranking; com Comércio, Indústria e Construção registrando 3.935, 2.874, 2.328 vagas abertas, respectivamente.

Nos indicadores por faixa etária e escolaridade, os jovens de 18 a 24 anos, e os trabalhadores com Ensino Médio completo são os mais contratados, com saldos de 9.473 e 15.100, respectivamente.

A partir dos dados do Caged, o secretário estadual de Trabalho e Renda, Arthur Monteiro, verificou que o Governo do Estado tem desenvolvido políticas de capacitação e parcerias corretas para fazer o giro da economia fluminense.

“O resultado do Caged mostra que estamos no caminho certo quando priorizamos parcerias e projetos que permitam oferecer capacitação e qualificação a todos os trabalhadores fluminenses, de forma a aumentar, cada vez mais, os índices de empregabilidade no nosso Estado do Rio”, comentou Arthur Monteiro.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio de Janeiro está entre os 3 estados que mais criaram empregos em 2023, com 141.981 vagas abertas
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui