Rio de Janeiro fecha 1º semestre com ocupação hoteleira superior a 70%

Capital Fluminense vem registrando expressivo aumento no número de hóspedes desde o ano passado

Hotéis ao longo da Praia de Copacabana (Foto: Agência Brasil)

A hotelaria carioca tem registrado uma ótima ocupação em 2023. Segundo pesquisa do HotéisRIO, o primeiro semestre foi de casa cheia, com uma média de 70,11% na cidade do Rio de Janeiro. O número é superior à 2022, que ficou em 65% e bem distante dos anos de pandemia, quando 2021 registrou 48,73% e 2020 ficou com 44,06%.

Os bairros de Copacabana e Leme lideram o ranking e estão bem acima da média, com 77,30%. Ipanema e Leblon (75,86%) e Flamengo e Botafogo (71,45%) também registraram números acima da média deste semestre. Barra da Tijuca/São Conrado registraram 68,06% e o Centro ficou com 62,22%.

Reformas em hotéis cinco estrelas do Rio prometem aquecer o turismo de luxo

De acordo com o presidente do HotéisRIO, Alfredo Lopes, desde 2022 a cidade vem registrando aumento na ocupação hoteleira.

O Rio passou a ser também um destino de inverno, com festivais gastronômicos e uma grande diversidade de ofertas. Isso tem se refletido nas taxas de ocupação, com hotéis cada vez mais cheios”.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui