Rio de Janeiro gerou mais de 74 mil vagas de empregos formais no primeiro semestre de 2023

De acordo com o Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o mês de junho fechou com 13.490 mil novos vínculos empregatícios, cerca de 11,3% a mais que o mês anterior

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

O Estado do Rio de Janeiro apresentou um notável desempenho, no âmbito econômico, no primeiro semestre deste ano, gerando um total de 74.387 novos postos de trabalho com carteira assinada. O resultado reflete uma tendência de crescimento, mantida nos últimos cinco meses, que o coloca entre os três estados brasileiros que mais têm contribuído para o aumento de empregos formais em 2023.

Só em junho, foram criados 13.490 novos vínculos empregatícios, representando um impressionante aumento de 11,3% em comparação com o mês de maio. Os dados foram divulgados pelo Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sob responsabilidade do Ministério do Trabalho e Emprego.

Cláudio Castro, o Governador do Estado, enfatiza: “Esses números evidenciam o atual momento econômico do Estado do Rio, com um ambiente de negócios fortalecido e uma economia em pleno crescimento. Além disso, eles atestam a efetividade das políticas públicas e dos programas sociais implementados para promover o emprego e a renda do trabalhador fluminense“.

A análise dos dados, conduzida pelo Observatório do Trabalho da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda, revelou que a grande parte das oito regiões do Estado do Rio de Janeiro registrou saldos positivos no mês de junho, com destaque para a Metropolitana, o Norte Fluminense e as Baixadas Litorâneas. O levantamento apontou que os municípios que mais se destacaram na criação de vagas de trabalho foram: Rio de Janeiro (6.012), Campos dos Goytacazes (911) e Niterói (651).

Advertisement

Já no acumulado do semestre, o município carioca também liderou na quantidade de novos postos de trabalho: Rio de Janeiro (25.960), seguido por Magé (7.575) Macaé (4.860), Campos dos Goytacazes (4.166), e São João de Meriti (2.869).

A Secretária de Trabalho e Renda do estado, Kelly Mattos, enfatizou o empenho em fortalecer a economia local e aumentar as oportunidades de emprego e renda por meio de parcerias com Prefeitos e Secretários do interior. “Temos organizado reuniões para ouvir as demandas e fechar parcerias, visando o fortalecimento da economia local, com o consequente aumento das oportunidades de emprego e geração de renda” disse.

E ainda de acordo com levantamento, todos os setores de atividade econômica apresentaram saldo positivo de vagas em junho, com destaque para: Serviços (66,9%), Comércio (12,7%), Construção (12,4%), Indústria (5,4%) e Agropecuária (2,5%).

Outro dado relevante constatado foi o aumento no número de mulheres contratadas para empregos formais (16,3%) em relação ao mês anterior. E além disso, os jovens de 18 a 24 anos e os indivíduos com ensino médio completo se destacaram como os preferidos para as contratações no estado, com 63,2% e 83%, respectivamente, conforme os indicadores por faixa etária e escolaridade.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio de Janeiro gerou mais de 74 mil vagas de empregos formais no primeiro semestre de 2023
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui