Rio de Janeiro registrou mais de 80 mil tentativas de fraude em outubro

Segundo dados do Serasa Experian, Rio de Janeiro fica atrás apenas de São Paulo, que teve 241.379 casos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Em outubro, o Rio de Janeiro registrou 80.130 tentativas de fraude contra empresas e consumidores. Na região Sudeste, o RJ ficou atrás apenas de São Paulo (241.379). Veja os dados completos da região no gráfico abaixo:

unnamed 16 Rio de Janeiro registrou mais de 80 mil tentativas de fraude em outubro

O crescimento nas tentativas de fraude nos meses finais do ano é marcado pelo aumento nas compras e no uso de crédito. Muitos criminosos tentam roubar identidades para pedir empréstimos e abrir contas em banco. Nesse cenário, a prevenção de fraudes é uma responsabilidade compartilhada entre empresas, consumidores e autoridades regulatórias, e todos devem estar atentos para proteger suas informações pessoais e financeiras por meio de ferramentas eficazes. A segurança e autenticação em camadas de proteção, que envolve níveis de tecnologia como biometria facial, verificação de documentos, de dispositivos e identidade, ainda são a melhor opção para identificar quem é quem e, de fato, blindar pessoas e empresas contra golpes”, considera o Diretor de Produtos de Autenticação e Prevenção à Fraude da Serasa Experian, Caio Rocha.

O indicador ainda mostrou que ocorreram 3.866 investidas fraudulentas a cada um milhão de habitantes no Brasil. No recorte por UFs, o Distrito Federal liderou o ranking (6.376), seguido por Santa Catarina (5.445) e Paraná (5.251). O Rio ficou na 8ª colocação, com 4.536. Veja, no gráfico abaixo, todo o levantamento neste recorte:

unnamed 17 Rio de Janeiro registrou mais de 80 mil tentativas de fraude em outubro

O Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude – Consumidor é resultado do cruzamento de dois conjuntos de informações das bases de dados da Serasa Experian: 1) total de consultas de CPFs efetuado mensalmente na Serasa Experian; 2) estimativa do risco de fraude, obtida por meio da aplicação dos modelos probabilísticos de detecção de fraudes desenvolvidos pela Serasa Experian, baseados em dados brasileiros e tecnologia Experian global já consolidada em outros países. O Indicador é constituído pela multiplicação da quantidade de CPFs consultados (item 1) pela probabilidade de fraude (item 2), além da adição do volume de tentativas de fraudes registradas pela companhia referentes a verificação de documentos, biometria facial e verificação cadastral.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio de Janeiro registrou mais de 80 mil tentativas de fraude em outubro
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. As penas são muito brandas em crimes com violência contra pessoa, imagina quando crimes patrimoniais sem violência… muito difícil alguém ser preso… esse é o mal do Brasil. As leis frouxas, penas que não tem rigor de punição, mas meramente “caráter pedagógico” a tal ressocialização pregada pela esquerda que é contra política de encarceramento…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui