Rio ganha destaque como destino turístico cultural e religioso

Do Cristo Redentor a Pequena África, capital fluminense tem atraído visitantes com atrações turísticas de cunho cultural e religioso

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/Redes sociais

Visitada por milhões de pessoas anualmente, o Rio de Janeiro tem cada vez mais explorado um nicho de atividades que envolve roteiros de turismo culturais e religiosos. A procura por equipamentos da cidade que oferecem práticas espirituais em espaços relacionados às religiões institucionalizadas, independentemente da origem étnica ou do credo, tem crescido na capital fuminense.

Um levantamento do MTur mostra que o turismo religioso é responsável por 8,1 milhões de viagens domésticas movidas pela fé no país (turistas, sem contar excursionistas) por ano. Se somarmos os excursionistas, chegamos a 18 milhões de viagens com essa motivação. Quando falamos em turistas estrangeiros que vêm ao Brasil com fins religiosos, este número é de aproximadamente 30 mil ao ano.

Segundo definiu o Ministério do Turismo, as viagens em busca de destinos religiosos tem ligação com outros segmentos turísticos: viagens motivadas pelo interesse cultural ou pela apreciação estética fazem interface com o turismo cultural; já aquelas que objetivam a participação em grandes eventos de cunho religioso estão relacionadas ao turismo de negócios e eventos.

No Rio de Janeiro, o turismo com motivação religiosa é bastante representativo, com impacto positivo para a hotelaria e grande potencial de desenvolvimento:

Advertisement

Na condição de capital cultural do Brasil, o Rio de Janeiro reúne diversas matrizes religiosas, que se traduzem em templos, apresentações, rituais, gastronomia e música, enriquecendo a experiência do visitante. Temos, no Rio de Janeiro, um patrimônio histórico e cultural valioso. Entre destinos indutores de turismo, destacamos os municípios de Paraty, Vassouras e Petrópolis, que contam como uma tradição religiosa que movimenta o calendário de eventos de cada local”, ressalta Alfredo Lopes, presidente do Sindicato dos Meios de Hospedagem do Município e conselheiro da Associação de Hotéis do Estado.

Confira alguns roteiros do turismo religioso no município do Rio de Janeiro:

Santuário Cristo Redentor

Primeiro santuário a céu aberto do mundo, símbolo nacional dos sentimentos cristãos do país, é um espaço originalmente sagrado, que contou com grande participação dos fiéis e empenho da população do Rio de Janeiro para a sua edificação. No Corcovado – monte em que está situado, de onde se contempla a beleza natural do Parque Nacional da Tijuca e de onde se tem uma visão privilegiada da Cidade Maravilhosa – chegam pessoas de todos os povos, com necessidades espirituais e o Cristo de pedra-sabão as acolhe de braços abertos. É um lugar de celebrações culturais, evangelização e caridade.

Catedral Metropolitana

A Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro, também conhecida como Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, é uma catedral católica localizada no Centro da cidade do Rio de Janeiro. Foi inaugurada em 1979, substituindo, como catedral da cidade, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Em estilo moderno, apresenta formato cônico, com 106 metros de diâmetro, 75 metros de altura externa, 64 metros de altura interna e capacidade para 20 mil pessoas em pé. Um diferencial da edificação, de linhas retas e sóbrias, deve-se aos vitrais coloridos rasgados nas paredes até a cúpula. O projeto, do arquiteto Edgar de Oliveira da Fonseca é, segundo alguns, inspirado nas naves do Projeto Apollo, como símbolo do futuro; segundo outros, inspirado nas pirâmides maias.

Pequena África

“Pequena África” é o apelido dado pelo sambista Heitor dos Prazeres (1898-1966) à área abrangida pelos bairros da Saúde, Gamboa e Santo Cristo, na zona portuária do Rio de Janeiro. Ocupada por uma população majoritariamente negra, a região foi recentemente apontada pela revista TimeOut de Londres como uma das mais “descoladas” do mundo, com bares charmosos e lugares fascinantes como o Cais do Valongo, o Cemitério dos Pretos Novos e a Pedra do Sal, cuja história está intimamente ligada ao tráfico transatlântico de escravizados, à diáspora africana e ao nascimento do samba. Também na região estão o morro e a favela da Providência, a mais antiga do Rio de Janeiro. Mais do que monumentos, a Pequena África é um território vibrante, onde o visitante poderá vivenciar a autêntica música, história, cultura e gastronomia afro-brasileiras no Rio de Janeiro. O que conhecer: busto de Mercedes Batista no Largo da Prainha, Quilombo da Pedra do Sal, Morro da Conceição, Cais do Valongo (patrimônio histórico tombado pela UNESCO), Museu da História e Cultura Brasileira (MUCAHB), Instituto dos Pretos Novos (IPN).

Santuário de Fátima

O Santuário Nossa Senhora de Fátima está localizado no Bairro Recreio dos Bandeirantes. Foi erigido pelo Cardeal do Rio de Janeiro, D. Orani João Tempesta, O. Cist., um ano após a Tarde com Maria iniciar a construção da réplica da Capela das Aparições. De acordo com o seu decreto de criação, “o Santuário é expressão do carisma fundacional da Associação Arquidiocesana Tarde com Maria”. Dentro do Santuário, o peregrino encontrará, além da Capela das Aparições, a Capela de Adoração ao Santíssimo Sacramento, o Memorial da Esperança, a Capela Nossa Senhora da Esperança e os confessionários, regularmente abertos para o sacramento da reconciliação. Com celebrações diárias, o Santuário está aberto de domingo a domingo para que os devotos possam vir em peregrinação à casa de Nossa Senhora.

Catedral Universal da Fé (Templo da Glória do Novo Israel)

A Catedral está localizada em Del Castilho, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Inaugurada em 15 de agosto de 1999, foi a primeira sede mundial da Igreja Universal do Reino de Deus. Na ocasião, a Catedral foi destaque por sua grandiosidade e pelo ousado projeto arquitetônico, com 75 mil metros quadrados de área e capacidade para 10 mil pessoas sentadas. A abertura do templo também teve grande impacto na comunidade, trazendo benfeitorias como mais segurança, nova iluminação pública, mais linhas de ônibus e aberturas de novos negócios na região.

Centro Cultural Jerusalém

O Centro Cultural Jerusalém (CCJ), localizado num terreno anexo da Catedral Mundial da Fé, em Del Castilho, na Zona Norte, abriga a exposição permanente da 2ª maquete de Jerusalém da época do segundo templo construído no mundo. Além da maquete, os visitantes também encontram outras exposições, eventos e atrações como o cyber café e loja de souvenirs. Um local incrível para quem deseja aprender sobre a história de Israel e cultura judaica. O Centro Cultural Jerusalém foi inaugurado em maio de 2008 pela Igreja Universal do Reino de Deus.

Grande Templo Israelita

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), foi a primeira edificação projetada e construída especificamente para ser um templo judaico e representa o coração espiritual e histórico dessa comunidade. O templo serve hoje como marco de uma época da história da comunidade judaica e é um monumento que a mesma tem por obrigação conservar. Centro da vida religiosa e social dos judeus no Rio de Janeiro, encanta por sua arquitetura grandiosa e elementos decorativos elegantes.

Memorial do Holocausto  

O Memorial às vítimas do Holocausto está localizado no Parque Yitzhak Rabin, no Mirante do Pasmado, em Botafogo. O projeto tem o objetivo de preservar e tornar conhecidas as histórias das vítimas da perseguição e do genocídio cometidos pelo regime nazista que atingiu judeus, negros, pessoas com deficiência física e mental, comunidade LGBTQIAP+, Testemunhas de Jeová, maçons e outros grupos.   O memorial abriga um monumento a céu aberto de cerca de 20 metros de altura, que é dividido em blocos que representam os Dez Mandamentos, com destaque para o “Não Matarás”.  Instalada no subsolo do monumento, o visitante encontra uma exposição permanente que apresenta as memórias e os relatos de vítimas e sobreviventes, em uma experiência imersiva com conteúdo interativo.  Configurando um ponto turístico e cultural na cidade, o espaço traz outra perspectiva ao parque, com vista de 360 graus, que permite ver o Pão de Açúcar, a Enseada de Botafogo e o Cristo Redentor. 

Santuário Mariano Schoenstatt Rio de Janeiro (Tabor Redenção da Família) 

O Santuário da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schöenstatt, no bairro de Vargem Pequena, tem a missão Tabor Redenção da Família, iniciada, em 1948, quando o padre José Kentenich expressa seu desejo de que a imagem de graças da Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt tenha um lugar de honra nos lares. Atualmente, a Campanha da Mãe Peregrina se faz presente nos cinco continentes e em todos os países da América Latina. A Imagem original com a qual o sr. João Pozzobon peregrinou por 35 anos encontra-se no Centro Mariano (Casa do Movimento de Schoenstatt) em Santa Maria/RS, onde pode ser visitada por todos. 

Memorial Guido Schaffer  

O memorial é uma exposição permanente sobre o servo de Deus, Guido, enfatizando três aspectos fundamentais da vida dele: a fé, a medicina e o surf. No espaço, é possível encontrar bíblias utilizadas por Guido, trajes utilizados no seminário, material didático dos tempos em que estudou medicina, estátuas de santos católicos pelos quais mantinha devoção, além das pranchas de surf. O memorial se situa na Santa Casa da Misericórdia, no Centro, local onde Guido fez estágio, residência em clínica médica e depois trabalhou como médico-assistente. Guido: ao oferecer sua medicina aos pobres assistidos pelas Irmãs Missionárias da Caridade e, muito especialmente após a leitura do livro “O Irmão de Assis”, decidiu largar tudo para seguir o forte chamado ao Sacerdócio. Morreu aos 34 anos. Sua fama de santidade logo se espalhou e, em 2015, a Arquidiocese do Rio de Janeiro abriu solenemente seu processo de beatificação. Foi encerrada a etapa diocesana e encaminhada a documentação ao Vaticano em outubro de 2017. 

Santuário da Medalha Milagrosa 

Localizado dentro do complexo da Casa Provincial, na Tijuca, na Zona Norte, o Santuário da Medalha Milagrosa foi inaugurado em 1955. Imponente e ao mesmo tempo sóbrio, o Santuário abriga nas laterais duas pequenas capelas, espaços para reuniões e, no subsolo, a cripta com o ossário das Irmãs. Todos os anos, o local acolhe centenas de peregrinos e devotos que respondem com fé ao convite da Virgem, formulado através de Santa Catarina Labouré “Vinde aos pés deste altar. Aqui as graças serão derramadas sobre todos os que as pedem”.  A imagem tem 5 metros e meio de altura e pesa 4,5 toneladas. Foi elevada a uma altura de 60 metros, em cima da torre do Santuário, em 1981. 

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio ganha destaque como destino turístico cultural e religioso
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Rio ganha destaque como destino turístico cultural e religioso
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui