Rio ganhará mega área pública de lazer de 36 mil metros quadrados no Parque Olímpico

Batizado de Via Olímpica, o espaço, que abrigou competições dos Jogos Olímpicos, será transformado em um local de esporte, recreação e vegetação

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Parque Olímpico será um dos locais de competições. Foto: Rafa Pereira, Diário do Rio

O Parque Olímpico do Rio, que serviu como sede de algumas das principais competições dos Jogos Rio 2016, será transformado em uma área pública de lazer, com muito espaço para esporte e recreação à sombra de centenas de árvores. O começo das obras, nesta quinta-feira (02/02), foi acompanhado pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes, e a ministra do Esporte, Ana Moser.

Batizado de Via Olímpica, o novo espaço, com 36 mil metros quadrados, deverá ser inaugurado já no próximo ano. A rota conecta todas as principais áreas do parque, como as arenas, os terraços e o Live Site, esplanada destinada a eventos em frente à Lagoa de Jacarepaguá.  O local vai ganhar novos elementos de paisagem, brinquedos infantis, aparelhos de ginástica, quadras esportivas e novo mobiliário urbano.

A Via Olímpica vai receber mais 900 árvores e 16 mil arbustos, novas quadras esportivas e praças, reforma do skate park, praça molhada e pisos coloridos. Haverá ainda novos mobiliários urbanos, como 465 mesas e cadeiras, 27 brinquedos infantis, 14 aparelhos de ginástica e 14 bicicletários. A prefeitura vai investir R$ 36 milhões na Via Olímpica, que tem previsão de ser inaugurada em março de 2024. As informações são da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio ganhará mega área pública de lazer de 36 mil metros quadrados no Parque Olímpico

Advertisement

Leia também

Centro do Rio: estacionamento que virou bar irregular inferniza moradores, comerciantes e desrespeita Prefeitura

Rio terá observatórios para estudos climáticos; 1º será no Complexo do Alemão

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Ótima notícia, a região e a população precisa muito disso. Mas, uma pergunta que atormenta: O espaço continuará sendo explorado pelo “Rock in Río” ?? Caso afirmativo, sera6um investimento fadado ao prejuízo. Porque a empresa que realiza o evento acima, nunca devolve o espaço na sua firma original, fora o tempo que fica parado.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui