Foto: Gabriel Monteiro / Agência O Globo

É sabido pelos especialistas em mercado imobiliário que a Cidade Maravilhosa tem tradicionalmente o metro quadrado construído mais caro do país. De acordo com um levantamento do Índice FipeZap, que acompanha os preços médios de venda e locação de imóveis residenciais e comerciais em diversas cidades, o Rio de Janeiro mantém-se com o metro quadrado mais caro do Brasil. Apesar de conseguir manter seu título, a capital fluminense registrou a menor alta do país no período: seus preços de imóveis subiram “apenas” 1,6%.

Segundo o levantamento, o aumento na procura por imóveis foi impulsionado pela busca de investimentos mais seguros, já que o cenário atual é de juros baixos, além das excelentes condições que o mercado imobiliário tem oferecido para financiar imóveis novos e usados. “Da mesma forma, os investidores que mantinham recursos em fundos de renda fixa e na poupança têm tido rendimentos tão pífios, que preferem investir em imóveis para aluguel, que vêm rendendo praticamente o dobro dos investimentos bancários seguros“, diz Lucy Dobbin, superintendente da Sérgio Castro Imóveis, que também conta que curiosos acerca do mercado imobiliário sempre querem saber onde fica o metro quadrado mais caro do mundo, de cada país ou da América Latina.

O Rio de Janeiro figura no Levantamento Imobiliário da América Latina, realizado pela Navent, em parceria com o Centro de Investigación en Finanzas (CIF) da Escuela de Negocios de la Universidad Torcuato Di Tella, de Buenos Aires, como a quinta cidade mais cara para se comprar um imóvel dentro da América Latina. A brusca subida do dólar nos últimos tempos contribuiu muito para que o Rio deixasse de estar em primeiro lugar, tendo em vista que o estudo é feito com os preços dos imóveis em dólar. No Brasil, o FipeZap aponta a Capital Fluminense como o metro quadrado mais caro do país, seguido de São Paulo e Brasília, respectivamente. 

Ela afirma que não é de se surpreender que o Rio seja tão valorizado: “A geografia da cidade, a variedade de relevos e, consequentemente, a variedade de invejáveis e deslumbrantes cenários, a fazem ser mundialmente conhecida e um dos principais centros culturais, financeiros e econômicos do Brasil”, conta. “O Rio de Janeiro é a única cidade do hemisfério sul que foi a capital de um grande império europeu, e tem seus bairros mais cobiçados espremidos entre a montanha e o mar“, finaliza.

Alguns bairros em especial colaboram para que o Rio permaneça tendo o metro quadrado mais caro do país. Lucy destaca que no Leblon e em Ipanema estão localizados os imóveis mais caros do Rio. Além disso, as paisagens da Zona Sul e dos bairros banhados pelas praias cariocas tornam estes locais muito desejados. Em contraponto, alguns bairros ainda não estão tão valorizados, e outros se desvalorizaram com o tempo. Por isso é que, segundo especialistas, se fala tanto em “revitalização”. Alguns bairros que já tiveram muita majestade estão voltando a receber atenção do mercado imobiliário.

Mas, temos ainda no Rio de Janeiro alguns bairros cujos metros quadrados não estão ainda tão valorizados, alguns inclusive que já foram valorizadíssimos no passado, como Centro da Cidade e a Glória, hoje promissores de crescimento e valorização, que constituem a aposta de investidores no mercado imobiliário, tudo respaldado nas promissoras ações que o novo Prefeito do Rio de Janeiro já delineou“, ela concluiu. Isto sem contar alguns bairros esparsos na Zona Norte que têm alcançado uma valorização constante, como, segundo a especialista, é o caso de Vista Alegre e do Bairro Araújo.

Na avaliação dos especialistas, o Rio continua em destaque e com o mercado imobiliário aquecido, ainda que à espera de ações enérgicas do poder público para restaurar a ordem urbana e o orgulho de ser carioca. Impulsionado pelas belas paisagens e pelo seu grande potencial econômico e cultural, a tendência parece ser que a Cidade Maravilhosa atraia cada vez mais investidores e continue em crescimento.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui