Rio Oil & Gás

Rio Oil & Gas O Rio se consolida cada vez mais como pólo de negócios petrolíferos do Brasil. Ocupando uma posição de destaque no hall das cidades que concentram o business do petróleo no mundo.

Todo o potencial pode ser visto durante o 14ª Rio Oil & Gás, que aconteceu no Rio Centro, semana passada.

A feira foi um termômetro da expectativa e euforia que vive o mercado brasileiro de petróleo e gás, com as novas descobertas de campos petrolíferos e com o pré-sal.

Quem circulou pelos pavilhões do Rio Centro, pode constatar que o evento ganhou um tom de festa, visto que normalmente este setor não é associado a diversão.

Mas o clima otimista que ronda o mercado, trouxe para o meio das rodadas de negócios, lindas modelos, exposição de carro de Fórmula 1, apresentações culturais e uma infinidade de atrações que normalmente não são encontradas neste tipo de feira.

Segundo dados dos organizadores, esta edição do Rio Oil & Gás, contou com a participação de 1.200 expositores de 20 países; 500 expositores a mais que na última edição do evento. E um público estimado em 39 mil. O que possibilitou a expectativa de geração de negócios da ordem de R$ 175 milhões.

Alguns executivos do ramo petrolíferos, comemoravam as novas descobertas brasileiras, e os investimentos previstos pela Petrobras nos próximos anos no setor de petróleo e gás, rondando a casa de US 100 bilhões.

Ao mesmo tempo, estes executivos de grandes empresas do setor, já começavam a negociar, discutir e planejar como ampliar e trazer soluções para aumentar a capacidade de suas empresas, atualmente plenamente utilizadas.

Segundo informações do mercado. Grandes corporações de vários tamanhos, e também empresas de médio e pequeno porte que fazem serviços de apoio para o setor, já vivem a expectativa de bons negócios com as novas descobertas.

Sendo este o grande desafio neste momento se concentra a equação das altas somas de recurso que os novos investimentos demandam e a pesquisa de novas tecnologias que vão dar suporte principalmente na exploração do pré-sal já próxima década.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui