Rio recebe evento para discutir políticas públicas de combate ao racismo

Festival da Diáspora 2024, que acontece no Sheraton, na Zona Sul da cidade, discutirá ainda a promoção da igualdade racial nas Américas

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Imagem meramente ilustrativa - Foto: Divulgação/Cáritas-RJ

Com mais de 200 participantes de cidades norte-americanas e fluminenses, Festival da Diáspora 2024 terá início nesta quinta-feira (22), no Hotel Sheraton, em São Conrado, na Zona Sul carioca. Entre os convidados internacionais estão cinco prefeitos dos Estados Unidos. O evento também contará com representantes de 20 municípios fluminenses, signatários do Pacto de Combate ao Racismo e membros da Rede Global de Cidades Antirracistas, presidida pela Prefeitura do Rio, que apoia o evento.

O Festival da Diáspora 2024 tem como objetivo discutir políticas públicas de combate ao racismo e a promoção da igualdade racial nas Américas, por meio das coordenadorias da Promoção da Igualdade Racial e Especial de Relações Internacionais e Cooperação. O encerramento do evento ocorrerá no domingo, dia 25, no Palácio da Cidade.

A Prefeitura participará do evento, na sexta-feira (23), em dois momentos. Com a apresentação do tema “Políticas públicas na luta contra o racismo” e no painel “Fazendo a política funcionar nas Américas”, que contará com a participação da Secretaria de Promoção da Mulher.

A proposta do Festival da Diáspora 2024 é de promover o desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável, além da igualdade de gênero e o empoderamento feminino. O evento também pretende reunir pessoas de origens culturais diversas. Projetos inovadores, voltados para a transformação de comunidades diaspóricas serão premiados.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio recebe evento para discutir políticas públicas de combate ao racismo
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Rio recebe evento para discutir políticas públicas de combate ao racismo
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Se tem gringo participando, norte-americanos e europeus, por exemplo, pode apostar que é furada.

    Isso é uma forma deles falarem “nós, norte-americanos e europeus, somos racistas pra carvalho, mas queremos ensiná-los como “combater” o racismo “.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui