Grande Rio registrou 16 tiroteios por dia em 2017

O Balanço Anual 2017 do aplicativo Fogo Cruzado, que mapeia de forma colaborativa a violência armada na região metropolitana do Rio de Janeiro, mostra que foram registradas 5.993 notificações de tiroteios e armas de fogo ao longo do ano passado, uma média de 16 por dia. O relatório, ilustra a dinâmica e a sensação de insegurança provocada pela violência armada na região metropolitana no Rio, especialmente na capital carioca, São Gonçalo, Niterói e Baixada Fluminense.

DESTAQUES

  • O Rio de Janeiro foi o município da região metropolitana que mais registrou tiroteios/disparos de arma de fogo (3.967), seguido de São Gonçalo (589) e Niterói (311);
  • Na cidade do Rio de Janeiro, os bairros de Cidade de Deus e Complexo do Alemão são campeões de registros, com 175 notificações cada;
  • O município do Rio de Janeiro registrou ao menos 699 vítimas fatais em tiroteios/disparos de arma de fogo;
  • A UPP do Alemão, que cobre uma área maior que o Complexo, foi a que registrou mais tiroteios/disparos de armas de fogo com 193 notificações;
  • Foram registrados 20 tiroteios em shoppings localizados na Região Metropolitana. Ao todo, 5 pessoas foram mortas, sendo 3 Policiais Militares e 8 ficaram feridas, sendo 2 Policiais Militares;
  • 165.804 alunos da rede municipal de ensino do Rio foram afetados com suspensão de aulas em ao menos um dia do ano; o bairro onde os alunos perderam mais aulas foi Acari, com 45 dias de suspensão de um total de 198 no ano letivo 2017;
  • 56 ocorrências tinham registro de 3 mortos civis ou mais, num total de 219 vítimas fatais. A maioria foi registrada no Rio de Janeiro (34), seguido de São Gonçalo (8), Nova Iguaçu (5) e Duque de Caxias (5).
  • 5 cachorros e 2 falcões foram baleados;
  • Junho foi o mês com mais registros de tiroteios/disparos de arma de fogo, com 657 notificações, uma média diária de 22 ocorrências;
  • A comparação dos dados do segundo semestre de 2016 com o mesmo período de 2017 indica que houve um crescimento de 28% no número de registros. Foram 3233 registros em 2017, contra 2525 no ano anterior.
  • Do total de registros (5.993), foi possível identificar – através da imprensa e PMERJ – a causa em 1.656 dos casos. Os três motivos mais relatados são operação (346), confronto (334) e assalto (261).

Veja os infográficos:

Deixe seu comentário

Quintino Gomes Freire9025 Posts

Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password