Rio registrou queda de 23,7% no roubo de cargas no ano passado

Região Metropolitana fluminense concentrou 97% dos casos. Na capital, três bairros da Zona Norte lideram o ranking do roubo de cargas, com destaque para Bonsucesso, com 213 ocorrências

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Imagem meramente ilustrativa / Reprodução

Pesquisa feita pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) verificou um recuo de  23,7% no roubo de cargas em 2023, em relação ao ano anterior. Ainda assim, as empresas setor de logística e caminhoneiros autônomos continuam sendo atacados por ladrões de cargas. Somente no ano passado foram registradas 3.225 ocorrências – aproximadamente nove por dia.

Segundo o levantamento, a Região Metropolitana concentrou 97% dos casos. Na capital, os bairros mais atingidos pela modalidade criminosa foram Bonsucesso (213), Brás de Pina (133) e Penha (110), localizados na Zona Norte; e Bangu (123), na Zona Oeste.

Na Baixada Fluminense, o município de Duque de Caxias registou o maior número de ocorrências: 821. São João de Meriti e Belford Roxo contabilizaram 399 roubos de cargas. As regiões são cortadas pelas principais rodovias do estado:

BR-040, Washington Luís

Advertisement

BR-101, Avenida Brasil

BR-116, Presidente Dutra

BR-493, Arco Metropolitano

A sondagem do ISP verificou também tendências positivas, com quedas de indicadores criminais nas Circunscrições Integradas de Segurança Pública (CISP) de Campo Grande, Pavuna e Realengo, que apresentaram reduções de 36%, 20% e 10%, respectivamente.

GLO no Porto

Sob a Garantia da Ordem Legal e da Ordem (GLO), com presença ostensiva das Forças Armadas, desde novembro de 2023, na região do Porto do Rio houve um recuo de 31% de roubos de cargas, no comparativo com 2022.

A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) destacou que, em 2023, o Porto do Rio movimentou mais de R$ 94 bilhões em cargas.

Informações: O DIA

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio registrou queda de 23,7% no roubo de cargas no ano passado
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui