Rio segue com temperaturas nas alturas, com sábado batendo 42ºC

Quinta e sexta-feira devem registrar temperaturas de 40 graus e 38 graus, respectivamente, com pancadas de chuva isoladas no fim da tarde e mínima de 25 graus

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Praia de Ipanema - Leblon - Rio Lifestyle - Foto: Ricardo M R Pereira

O intenso calor que assola o Rio de Janeiro ainda dará as caras nos próximos dias, segundo o Climatempo, centro que monitora o Brasil por meio das estações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A previsão é de que, no sábado, a temperatura na capital fluminense chegue aos 42 graus. A quinta e a sexta-feira devem registrar temperaturas de 40 graus e 38 graus, respectivamente, com pancadas de chuva isoladas no fim da tarde e mínima de 25 graus.

Mais uma vez Guaratiba, na Zona Oeste da cidade, registrou uma sensação térmica elevada, de 55,6º C. Marca próxima aos 58,5º C atingidos pelo bairro nesta terça-feira (14), às 9h15 – maior marca registrada pelo Alerta Rio desde 2014, quando começou a operar. A explicação para tal fenômeno, segundo o centro, está na influência de umidade sofrida por Guaratiba da Baía de Sepetiba, o acaba ampliando a sensação de calor. O bairro também registrou a temperatura máxima desta quarta-feira (15), 36,6º C.

Ao jornal O Globo, o meteorologista do Climatempo, Guilherme Borges, explicou que o Rio de Janeiro é uma das regiões mais quentes do País, mas a onda de calor que atinge a cidade tem feito outras cidades fluminenses sofrerem com o verão fora de hora.

“O Rio é uma das regiões mais quentes do país nos últimos dias. O recorde no estado nesse ano foi quebrado recentemente, no dia 12, ao chegar a 40,4 graus, na Vila Militar, na cidade do Rio. Ontem, na capital, em Seropédica, foi 41,3 graus; seguido pela cidade de Camboci (Noroeste Fluminense), com 40,5 graus; e Três Rios (Centro Fluminense), com 40,5 graus”, afirmou Guilherme Borges, adiantando que até domingo (19) a temperatura seguirá em elevação, com pico previsto para sábado, por conta da aproximação de uma frente fria: “O tempo segue instável na capital pela posição, que é próxima do mar. Quando a umidade se eleva, pode ter registro de pancadas de chuva no fim do dia, mas o calorão se mantém. No sábado tem um ingrediente que vai favorecer e pode chegar a 42 graus: a aproximação de uma frente fria. Quando chegam, empurram o ar mais quente e as temperaturas são potencializadas”.

Advertisement

Ao ler os jornais, cariocas e fluminenses ficam confusos quantos às marcas registradas. Guilherme Borges explicou ao veículo que isso ocorre em razão das fontes de dados usadas: Inmet (nacional) ou Alerta Rio (municipal). Por este último, Irajá, na Zona Norte, foi o bairro recordista da temperatura máxima registrada: 42,5 graus, no último domingo (12), enquanto pela medição do Inmet, a máxima registrada ocorreu nesta terça-feira.

O especialista destacou que os termômetros de rua acrescentam mais desvios de informação quanto à real temperatura da cidade por serem feitos com um material inadequado.

“O que vemos é que 40 graus no Rio não é tão comum assim. As pessoas têm essa ideia por causa da sensação térmica. E ainda é visto no termômetro de rua, que fica nos aparelhos em materiais que não são adequados, e as temperaturas se elevam mais”, esclareceu o meteorologista, pontuando ainda que o cálculo da sensação térmica toma como base variantes, como umidade, ventos, temperatura e local está posicionada a estação medidora. Os resultados das medições, no entanto, não são 100% fidedignos, pois os centros de avaliação usam diferentes equações.

Chuva de granizo

Na noite desta terça-feira vários bairros da cidade registraram chuva de granizo. O fenômeno, no entanto, não é inesperado, uma vez que decorre da interação entre temperaturas elevadas associadas à alta taxa de umidade e outros fatores. A formação de nuvens altas, de crescimento vertical, pode levar à condensação da água, gerando o granizo. Como a chuva de granizo ocorre com o avanço de núcleos de chuva, o fenômeno não pode ser previsto com antecedência pelos centros de meteorologia.

Informações: O Globo

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rio segue com temperaturas nas alturas, com sábado batendo 42ºC
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Boa reportagem. Mas…tem um ponto aí que para mim não é real: Na verdade os Termómetros de Rua, marcam temperatura aquém do real:

    1. Canso de ver termómetros marcando a mesma temperaturas – apesar de um estar na sombra e o outro no Sol.

    2. Uma outra situação que vou apresentar com um só exemplo: Uma vez estava passando mal de tanto calor, e os termómetros mediam apenas 28 graus – quando não tem como questionar que fazia 40 , no mínimo! Tava muito quente mesmo…que nem agora! Poderia relatar muitos outros!

    Esses aparelhos realmente não refletem o calor real…sempre apontam temperaturas abaixo da temperatura verdadeira – quiçá a Sensação Térmica.

    É só isso. É apenas um reparo que faço.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui