Rio suspende vacinação da Covid por falta de doses

A Secretaria Municipal de Saúde disse que possui poucas doses para crianças de 5 a 11 anos e, por esse motivo, somente elas continuarão a ser vacinadas enquanto durarem os estoques

Imagem meramente ilustrativa - Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio suspendeu por tempo indeterminado a vacinação da Covid para pessoas com 12 anos ou mais por falta de doses. Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, o estoque de doses infantis também está quase zerado.

A Secretaria Municipal de Saúde possui poucas doses para crianças de 5 a 11 anos e, por esse motivo, somente elas continuarão a ser vacinadas enquanto durarem os estoques”, disse a pasta, em nota.

Em nota o Ministério da Saúde informou que assinou contrato com a Pfizer para a compra de mais 50 milhões de doses: “O Ministério da Saúde assinou um acordo com a farmacêutica Pfizer para a compra de mais 50 milhões de doses da vacina Covid-19. Com a aquisição, que complementa o contrato vigente, o número total de doses chegará a 150 milhões. Ao longo do último ano, 81 milhões de doses foram entregues ao Brasil pelo laboratório, e as 69 milhões de doses remanescentes do acordo serão entregues até o segundo trimestre de 2023.

O acordo prevê a entrega de vacinas bivalentes para pessoas acima de 12 anos e monovalentes para crianças de 6 meses a 11 anos. O contrato vigente também inclui a entrega de potenciais vacinas adaptadas à novas variantes que venham a ser aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Para a faixa etária de 6 meses a 4 anos de idade estão previstas duas entregas em 2023: a primeira, com 16 milhões de doses, no primeiro trimestre e a segunda, com 6,68 milhões de doses, no segundo trimestre. Para o público de 5 a 11 anos de idade também estão previstas duas entregas: a primeira, com 11 milhões de doses, até o primeiro trimestre e a segunda, com 6,57 milhões, no segundo trimestre. Já para o público adulto, está prevista uma entrega de 9,7 milhões de doses da vacina bivalente BA.4/BA.5 até junho”, diz a nota.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui