RJ celebra início da maior temporada de cruzeiros dos últimos dez anos

Dez navios estrangeiros aportarão pela primeira vez no Pier Mauá. São esperadas mais de 500 mil pessoas a partir deste fim de semana

Costa Fortuna/ Divulgação

A Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ) e a Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro (TurisRio) anunciam o início da temporada de cruzeiros 2022-2023, o maior período dos últimos 10 anos, com quase seis meses de duração e mais de 780 mil leitos ofertados, alta de 47% na comparação com os 530 mil de 2019/2020, de acordo com a Associação Brasileira de Navios de Cruzeiros (CLIA Brasil). 

O Terminal Internacional de Cruzeiros do Pier Mauá, na região central do Rio, espera mais de 500 mil pessoas transitando, a partir de deste fim de semana.  Ao todo, serão 37 embarcações gigantes, sendo 26 navios internacionais e 11 nacionais; destes, 10 atracarão pela primeira vez em nossa Cidade Maravilhosa. Até 17 de abril de 2023, estão previstas 84 escalas nacionais e 35 internacionais.  O Píer Mauá é o único do país que possui fornecimento de água potável e retirada de esgoto para navios de cruzeiros.

Em todo o estado do Rio de Janeiro, serão recebidos cerca de 1.023.182 cruzeiristas e 317.635 tripulantes. Segundo a Setur, se considerarmos apenas os passageiros, o impacto econômico previsto é de R$ 557 milhões, mas, se levarmos em conta tudo, do combustível para operação do navio, passando pelo consumo em restaurantes, compras, passeios, entre outros itens, os efeitos positivos para a economia fluminense ultrapassam R$ 1 bilhão.

Já com os cruzeiros aportados, o Pier Mauá será o anfitrião da segunda edição do Rio Innovation Week, o mais completo evento de tecnologia, inovação e negócios da América Latina, que acontece, de 08 a 11 de novembro.  A agenda vai reunir mais de 700 palestrantes e mais de 200 empresas expositoras.  

No interior, Paraty, na região turística Costa Verde, é o novo destino da temporada no estado e começa recebendo navios de longo curso. São esperados cerca de 5.717 cruzeiristas.  Búzios, Angra dos Reis, Cabo Frio e Ilha Grande seguirão recebendo passageiros.  

A Setur sempre acreditou que o turismo seria o segmento responsável pela retomada da economia do estado no pós-pandemia e esses números só comprovam isso.  Somados a essas cifras incríveis desta temporada de cruzeiros estão empresas aéreas aumentando rotas que incluem o Rio, a cidade liderando preferência de viagens de fim de ano, retorno da Abav, maior feira do setor de turismo da América Latina, à Cidade Maravilhosa após 11 anos, entre outros fatores.  Concluo que estamos num momento de superação e temos muito a comemorar”, enfatizou o Secretário de Estado de Turismo, Sávio Neves.  

“Estamos muito felizes e otimistas, porque há muitos anos não tínhamos navios em datas importantes como 25 de dezembro e 01 de janeiro de 2023”, ressalta Denise Lima, diretora do Pier Mauá.

A próxima temporada também marca a volta do Brasil à rota de importantes companhias marítimas de todo o mundo.  Trinta e seis navios de longo curso farão 309 paradas em 45 destinos localizados em 15 Estados brasileiros como Amazonas, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul, com grandes expectativas de geração de impacto econômico para a economia nacional.

O setor estava em franco crescimento antes da pandemia. Agora, temos uma temporada de grande recuperação e retorno para a curva ascendente na qual estávamos, com nove navios de cabotagem, que embarcarão milhares de brasileiros, e 36 de longo curso que não vinham para cá desde a temporada 19/20 e que vão trazer estrangeiros para o nosso país”, disse Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil.

O setor tem a expectativa de criar 48 mil empregos no país de forma direta, indireta e induzida, além de gerar um impacto de R$ 3,8 bilhões na economia nacional, motivado pelos gastos das armadoras e dos cruzeiristas e tripulantes nas cidades portuárias de embarque/desembarque e visitadas, que beneficia setores como o comércio varejista – despesa com compras e presentes, alimentos e bebidas, transporte antes e/ou após a viagem, passeios turísticos, transporte nas cidades visitadas e hospedagem antes ou após a viagem de cruzeiro.

Nós, do Ministério do Turismo, estamos muito animados com a próxima temporada de cruzeiros que confirmará, em definitivo, a importância deste segmento para a geração de renda, criação de novos postos de trabalho e recuperação econômica em nosso país. Temos trabalhado diuturnamente para possibilitar que, frente a todo o nosso potencial no campo do turismo náutico, possamos receber cruzeiros de maneira perene ao longo de todo o ano”, afirmou o ministro do Turismo, Carlos Brito.

Melhoria da infraestrutura

Diversas ações vêm sendo implementadas para melhorar a infraestrutura do Terminal Internacional de Cruzeiros do Pier Mauá, eleito sete vezes “O melhor Terminal de Passageiros da América do Sul” pelo World Travel Awards, considerado o “Oscar do Turismo Mundial”.  Seu sistema de operação conta com um km de cais acostável, três armazéns com 3500 m2 de área cada, armazéns alfandegados, plano de segurança – ISPS, shuttle interno, fornecimento de água potável e retirada de esgoto .

É preciso constante modernização do Terminal Internacional de Cruzeiros para oferecermos sempre mais conforto, segurança e facilidades aos turistas que nos visitam”, complementa Américo Relvas, diretor do Pier Mauá.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui