RJ inaugura Centro Estadual de Emergência em Energia

O Centro fará a análise de cenários de riscos que afetem a regularidade e a segurança do fornecimento de luz

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Centro Estadual de Emergência e Risco em Energia Foto: Rafael Campos

O Governo do Estado inaugurou, nesta sexta-feira (15/12), o Centro Estadual de Emergência em Energia (CEEE). Vinculado à Secretaria de Energia e Economia do Mar, o local vai promover a articulação técnica com as distribuidoras de energia elétrica, Light e Enel, com o objetivo de agilizar a resposta das concessionárias em caso de falta de luz.

Uma das atividades da nova unidade é cobrar o cumprimento da Resolução 1000/21, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que determina que serviços essenciais, como hospitais e unidades operacionais de segurança (batalhões da Polícia Militar, quartéis do Corpo de Bombeiros, delegacias, entre outros), devem ter prioridade no restabelecimento da energia.

O CEEE funcionará no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). O fornecimento de energia será monitorado, em tempo real, em todas as regiões do estado, ininterruptamente. Do local, técnicos da Secretaria de Energia e Economia do Mar, em parceria com representantes das concessionárias Light e Enel, acompanharão as interrupções de energia e o trabalho para o seu restabelecimento. Também terão condições de repassar às unidades estaduais previsões sobre o retorno de energia, auxiliando na tomada de decisão de gestores de hospitais e unidades de segurança, por exemplo.

Esses indicadores são imprescindíveis para garantir mais qualidade no fornecimento de energia à população fluminense. Hoje, quando falta luz, não há informação precisa. O diretor de um hospital não sabe se a interrupção levará 30 minutos, quatro horas ou o dia inteiro. Ele precisa dessa informação para calcular a utilização do gerador, organizar os tratamentos e até a necessidade de transferência de pacientes. O comandante de um batalhão também precisa saber por quanto tempo determinada região ficará sem luz, para reforçar seu efetivo no local e evitar a ocorrência de roubos e furtos”, afirmou o governador Cláudio Castro, presente na inauguração do centro.

Advertisement

A fiscalização do fornecimento de energia elétrica é uma atribuição federal, que cabe à Aneel. Atualmente, as concessionárias contabilizam e informam à agência federal o número e o tempo das interrupções do fornecimento de energia.

Entre as atribuições do Centro Estadual de Emergência em Energia estão a análise de cenários de riscos, a identificação de dificuldades e obstáculos que possam afetar a regularidade e a segurança dos serviços, além da solicitação de medidas administrativas e judiciais cabíveis para preservar o interesse público e garantir o aprimoramento dos serviços e protocolos. A estrutura montada no CICC permitirá ainda a atuação em cidades com a instalação de gabinetes de crise para auxiliar os municípios, em situações de crise.

CEEE vai combater interrupções de energias causadas pelo roubo de cabos

O governador Cláudio Castro destacou o papel crucial do CEEE na articulação técnica com as distribuidoras de energia, além de seu poder de monitoramento eficaz, especialmente em relação às interrupções causadas por questões de segurança pública, como o roubo de cabos.

  • “O que nós queremos, através do Centro Estadual de Emergência em Energia, é inaugurar um braço energético do nosso Centro de Comando e Controle. O nosso próximo passo é controlar também as interrupções por questões da segurança pública. Estamos conversando com os concessionários sobre o roubo de cabos, tanto na parte de modais quanto na parte de energia. Queremos trazer a normalidade ao fornecimento de energia, garantindo que o cidadão não fique sem o serviço essencial e sem pagar mais por isso” disse o governador.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp RJ inaugura Centro Estadual de Emergência em Energia
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui