RJ registra aumento de mortos e feridos em acidentes nas rodovias federais no feriado de ano novo

Entre os dias 29 de dezembro do ano passado ao dia 1º deste mês, foram 57 acidentes com 42 feridos e seis mortos, segundo a Polícia Rodoviária Federal

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Polícia Rodoviária Federal

Em comparação ao ano passado, o número de acidentes com mortos e feridos aumentou no feriadão de ano-novo nas rodovias federais do Estado do Rio. Entre os dias 29 de dezembro do ano passado ao dia 1º deste mês, foram 57 acidentes com 42 feridos e seis mortos, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Já no mesmo período do réveillon 2023, todos os números foram mais baixos: 48 acidentes, com 34 feridos e 3 mortos. A informação foi divulgada pelo jornal “O Globo”.

Outro número que disparou foi o das autuações de motociclistas ou passageiros sem capacete. Foram 150 na atual operação de ano-novo, contra 32 do período anterior. O número de condutores sem cinto de segurança também aumentou: foram 329 agora contra 141 da operação anterior. Já os casos de passageiros sem cinto de segurança ficaram em 135, contra 105 no passado.

Ainda com relação à segurança no trânsito, foram autuados 18 motoristas que estavam com criança sem dispositivo de retenção no veículo, menos que os 26 casos anteriores.

Na operação deste ano, foram detidas 30 pessoas por diversos crimes, contra 34 no ano passado. Onze veículos foram recuperados, um a mais que na ação do ano passado, 10 veículos. Com relação às autuações, houve 23 casos de alcoolemia, contra 27 do réveillon anterior.

Advertisement

Foram registrados ainda 67 casos de motoristas que manuseavam celular em rodovia federal, contra 42 no mesmo período do ano anterior. Já as ultrapassagens proibidas foram 427 no período deste ano, número acima do ano passado: 280.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp RJ registra aumento de mortos e feridos em acidentes nas rodovias federais no feriado de ano novo
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui