RJ vai pagar premiação de R$ 5 mil por fuzil apreendido pela polícia

A premiação será paga ao policial militar ou civil que seja responsável pela apreensão de arma de fogo do tipo fuzil sem registro e/ou autorização legal de porte

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Imagem meramente ilustrativa de fuzil apreendido em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Foto: Divulgação

O Governo do Estado do Rio vai premiar policiais civis e militares que apreenderem fuzis em serviço ou durante a folga remunerada, no Regime Adicional de Serviço (RAS) e Programa de Integração na Segurança (Proeis). O decreto do governador Cláudio Castro, que institui o pagamento do bônus de R$ 5.000,00 por cada fuzil retirado de circulação, foi publicado no Diário Oficial de hoje (21/08).

De acordo com o decreto, a premiação será paga ao policial militar ou civil que, no exercício de suas funções ou em razão delas, seja responsável pela apreensão de arma de fogo do tipo fuzil sem registro e/ou autorização legal de porte, com ou sem a prisão em flagrante ou a apreensão do adolescente em conflito com a lei que estiver de posse da arma.

“Essa é mais uma ação estratégica para atender o plano de redução da letalidade policial por parte do Estado do Rio de Janeiro. Apenas neste semestre, as forças de segurança alcançaram a incrível marca de 366 fuzis apreendidos“, disse o governador Cláudio Castro.

O governador também destacou o arsenal que é usado pelos criminosos no Rio: “com essa premiação, pretendemos reduzir ainda mais o poder bélico dos criminosos. Fuzil é arma de guerra, quanto mais tirarmos das mãos dos bandidos, menos será necessário que nossos policiais civis e militares usem”.

Advertisement

A premiação será contabilizada, calculada e paga ao final do semestre em que o respectivo laudo pericial da arma for juntado ao procedimento policial que originou a apreensão do fuzil. O decreto estabelece que o policial militar ou civil quando afastado disciplinarmente do exercício regular de suas funções fica impedido de ser contemplado com a premiação, enquanto perdurar o seu afastamento.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp RJ vai pagar premiação de R$ 5 mil por fuzil apreendido pela polícia
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Essa “estória” do Estado pagar 5 mil por fuzil apreendido (que, certamente, vai gerar práticas irregulares), é a mesma do comando da PM em dar treinamento a tropa., não vai resolver nada, e o que a população pensa disso é o conhecido “me engana que eu gosto”

  2. Parece piada isso.
    A Polícia existe para determinado fim na Segurança Pública que é o combate ao crime, na ação preventiva e repressiva, além da investigativa.
    Os candidatos a policial são contratados para desempenhar atividade policial.
    Entres as atribuições do policial estão aquelas finalísticas da instituição a que serve.
    A remuneração já deve considerar a complexidade da atividade desempenhada.
    Mas ainda criam penduricalhos nos salários, mesmo que por consequência lógica fosse possível deduzir que já estivessem abarcado na remuneração.
    Moral da história. Ganham duas vezes (2x). Dinheiro público mal empregado.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui