Rock in Rio aposta novamente em CPM 22 e sai com a certeza de que banda faz por merecer o Palco Mundo

Em show eletrizante, CPM 22 investe em diversos hits, que empolgam bastante o público na Cidade do Rock

Badauí em show do CPM 22 no Rock in Rio 2022
Badauí em show do CPM 22 no Rock in Rio 2022

Tocando pela terceira vez no Rock in Rio, o CPM 22 entregou, mais uma vez, um show eletrizante. Assim como nas edições de 2015 e 2019 (esta em parceria com Raimundos), a banda paulista investiu novamente nos consagrados hits, como ”Dias Atrás”, ”Não Sei Viver Sem Ter Você” e ”Um Minuto para o Fim do Mundo”, e deixa o festival, com o perdão do trocadilho com uma de suas músicas, muito mais como certeza do que aposta do Palco Mundo.

Na primeira vez no Rock in Rio com o baixista Ali Zaher e o baterista Daniel Siqueira, que entraram em 2020 nas vagas de Fernando Sanches e Japinha, respectivamente, o grupo liderado pelo vocalista Badauí e pelos complementado pelos guitarristas Luciano Garcia e Phil Fargnoli mostrou bastante peso no som, agradando ao público presente na Cidade do Rock para ver bandas como The Offspring e Guns N’ Roses.

Vale destacar ainda a agradável participação de Sérgio Britto, do Titãs, e o cover muitíssimo bem executado de ”Por Enquanto”, com arranjo inovador e certeiro que deve ter deixado Cássia Eller e Renato Russo, onde estiverem, satisfeitos. Outro ponto chamativo na apresentação foi o discurso de Badauí contra as armas, pegando carona nas vaias do público a Jair Bolsonaro.

O DIÁRIO DO RIO ressalta ainda que, com o festival já no seu quarto dia, a performance do CPM 22 pode ser considerada a melhor de uma atração brasileira no principal palco do evento até o momento.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui