Rock in Rio: Comlurb recolheu 165,9 toneladas de lixo no primeiro fim de semana do festival

Equipes do Lixo Zero, que fazem rondas na parte de fora da Cidade do Rock, multaram mais de 20 pessoas por descarte irregular de pequenos resíduos

Foto: Divulgação / William Werneck

Durante o primeiro fim de semana do Rock in Rio a Comlurb recolheu mais de 165,9 toneladas de lixo. Apenas neste domingo, (04/09), 55,4 toneladas foram removidas. Destas, 36,8 toneladas eram de resíduos potencialmente recicláveis e 9 toneladas de resíduos orgânicos, 8,7 toneladas na limpeza externa diurna e noturna, e 5,2 toneladas na limpeza interna diurna.

A companhia afirma que atua diariamente com cerca de mil garis durante o festival, seja pelas áreas de circulação do público, gramados, praças de alimentação, seja área VIP, backstage, arenas e velódromo. Outros 181 garis trabalham na parte externa, incluindo as vias de acesso à Cidade do Rock.

O evento ainda foi palco da apresentação e início de operação de duas novas varredeiras compactas mecanizadas, que fazem parte do pacote de cerca de 300 veículos e equipamentos adquiridos pela companhia e anunciados pela prefeitura, em março.

A Comlurb é responsável pela destinação correta do lixo gerado no evento. Os resíduos potencialmente recicláveis são direcionados às cooperativas de catadores contratadas pelos organizadores do festival. Já os resíduos orgânicos são entregues pelo Rock in Rio para um projeto de compostagem em parceria com uma empresa privada. Para facilitar o descarte correto de resíduos, cerca de 2 mil contêineres foram distribuídos na parte interna e externa da Cidade do Rock.

Equipes do Lixo Zero, com apoio da Guarda Municipal, realizam rondas na parte de fora da Cidade do Rock, abrangendo a Avenida Abelardo Bueno e vias de acesso, próximo a estações do BRT e pontos de ônibus, para flagrar infrações da Lei de Limpeza Urbana. Em três dias de trabalho, 22 multas foram aplicadas, 10 para pessoas urinando em via pública, 10 por descarte indevido de pequenos resíduos e duas por propaganda irregular.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui