Rodrigo Neves acusa atual governo de ter abandonado o sistema de barcas do Rio de Janeiro

‘Nós vamos melhorar o serviço das barcas, na Estação Arariboia e na estação de catamarãs, em Charitas, que está abandonada”, disse Neves

Rodrigo Neves fala com a imprensa durante caminhada em Niterói / Foto: Alex Ramos

O candidato do PDT ao Governo do Estado do Rio de Janeiro, Rodrigo Neves, participou de um encontro com eleitores na Praça Arariboia, no Centro de Niterói, nesta terça – feira (27). No local, o ex-prefeito da cidade falou sobre a necessidade de melhorar a oferta de transportes públicos no Estado, especialmente o modal barcas que, segundo ele, está abandonado.

“É impressionante o descaso do atual governo do estado com o sistema de barcas e de modo geral com o sistema de transportes do Rio de Janeiro. Nós vamos melhorar o serviço das barcas aqui em Niterói, tanto aqui na Estação Arariboia quanto na estação de catamarãs, em Charitas, que está abandonada e tem um preço muito elevado; vamos melhorar a estação de Cocotá, na Ilha do Governador, e também a estação da Ilha de Paquetá”, prometeu Rodrigo Neves.

Sobre o modal ferroviário, o candidato pedetista prometeu “moralizar” os serviços oferecidos pela Supervia, com a volta dos trens expressos. Ele disse ainda que pretende instalar banheiros nas estações de trem e reforçar a segurança em tais locais.  

“Vamos moralizar os serviços da Supervia garantindo o retorno dos trens expressos nos ramais de Japeri e Santa Cruz, visando melhorar a qualidade do transporte e reduzir o tempo em trânsito dos trabalhadores da Zona Oeste e da Baixada, entre outras medidas que adotaremos para melhorar as estações, como a instalação de banheiros e a garantia de segurança para que não tenhamos mais que conviver com o roubo de fios que causam interrupções nos serviços,” garantiu o candidato.

Ainda falando sobre o transporte de massa, Rodrigo Neves prometeu construir a Linha 3 do metrô. Para ele, atualmente, não há razões objetivas para que a obra não seja executada, uma vez que os custos do projeto caberiam no orçamento do Estado, que é de R$ 93 bilhões. Para Neves, faltam boa gestão, planejamento e compromisso à atual administração.

“Há 30 anos, quando se falava da Linha 3 do metrô, o mundo vivia um boom em investimentos em metrô. Esse boom já passou e hoje o preço de execução desta obra é muito mais viável e cabe dentro do planejamento do Estado do Rio de Janeiro. O orçamento público do nosso estado é de R$ 93 bilhões, vivemos em um estado rico, o que falta é boa gestão, planejamento e compromisso com o povo. Nós sabemos tirar obras e projetos do papel, e vamos tirar a Linha 3 do papel, para melhorar a qualidade de vida do povo de Itaboraí, São Gonçalo e Niterói, que hoje sofre com os engarrafamentos na ponte Rio-Niterói”, disse o candidato pedetista.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui