Rogério Amorim – Esperando Mercúrio

O vereador Rogério Amorim reclama da falta de representantes da Prefeitura do Rio em audiência com Alerj para tratar da Segurança em Jacarepaguá

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Rafael Pereira/Diário do Rio

Ao longo das primeiras semanas do ano recebi centenas de reclamações de eleitores que moram na região de Jacarepaguá, inconformados com a desordem pública absurda e a violência crescente em todos os bairros. Alguns bairros, como a Freguesia, entraram em processo de decadência acelerado. A ocupação irregular dos sub-bairros de Jacarepaguá por vendedores de quentinhas, camelôs e população de rua só rivaliza com a insegurança vivida pelos moradores.

Em virtude destas centenas de reclamações e de muitas delas envolver algo que concerne diretamente ao patrulhamento ostensivo (posto que é atribuição da PM), entrei em contato com a Comissão de Segurança Pública da Alerj, através do meu irmão, deputado estadual Rodrigo Amorim. O deputado Márcio Gualberto (PL) nos recebeu bem e decidimos então fazer uma audiência conjunta no prédio da Alerj.

Ao longo de três semanas nos preparamos, fazendo as devidas convocações: pedi a presença do secretário de Ordem Pública do município, Brenno Carnevale; da subprefeita de Jacarepaguá, Talita Galhardo; e do comandante da Guarda Municipal, inspetor José Ricardo Soares da Silva. E tivemos a decepção: somente o comandante da Guarda Municipal teve a decência de enviar um representante.

Não sei em que narrativa o secretário de Ordem Pública e seus assessores se apoiaram para acreditar que era melhor se ausentar de um encontro com representantes do Poder Legislativo – referendados por moradores de um dos principais bairros do Rio. Acreditam que não têm que dar satisfação a parlamentares eleitos pela população? Alguém já os informou que a mesma população que elegeu a mim e ao deputado Márcio Gualberto é a mesma que, ao eleger o prefeito Eduardo Paes, permitiu que eles estivessem ocupando os cargos que ora ocupam?

Advertisement

Leia também

MP é acionado para investigar manifestantes que declaram apoio ao Hamas na frente da Câmara do Rio

Deputados propõem destinar R$15 milhões da Alerj para 10 municípios afetados por chuvas no RJ

Talvez tenham caído na velha esparrela de “não vou dar palanque” para as comissões. Mas se o comportamento deles é esse com parlamentares, o que esperar mais? A quem o cidadão poderá recorrer, se as autoridades municipais criarem um Monte Olimpo no qual, como semideuses, se isolarão das reclamações do povo?

Resta esperar que Mercúrio, o mensageiro dos Deuses na mitologia greco-romana, chegue com as respostas ao meu questionamento.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Rogério Amorim - Esperando Mercúrio

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Para de hipocrisia, critica o Claudio Castro e essa política de segurança pública de bosta, olha a situação da Praça Seca, assalto para tudo quanto é lado, guerra até de manhã em morro. Vocês da família Amorim se fingem de cego e tem gente que ainda tem coragem de votar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui