Romário: dívidas que equivalem a quase o dobro de seu patrimônio declarado

O candidato a reeleição, além de dever 1,2 milhão de reais à Fazenda, teria ocultado patrimônio em sua declaração ao TSE

Foto: Agencia Senado/Pedro França

Candidato à reeleição ao Senado pelo PL, Romário entrou na campanha com uma dívida milionária inscrita na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. Registros não detalhados que constam no órgão apontam débitos que somam R$ 1.227.512,43. O valor é quase o dobro do que o ex-jogador de futebol declarou ter em seu nome, oficialmente, ao Tribunal Superior Eleitoral: R$ 684.222,11. O site da PGFN aponta a inscrição de cinco pendências, nos valores: R$ 744.307,14- R$ 290.791,74- R$ 116.445,00- R$ 38.125,81- R$ 37.842,74.

Além disso, também constam em nome de Romário duas dívidas na Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro, que somam R$ 28.774,07. O problema é que nada disso casa com o que vem sendo ventilado como sendo seu real patrimônio.

Em julho do ano passado, a Justiça do Rio determinou o leilão de bens do ex-jogador para pagamento de dívidas. Os bens, naquela ocasião, estavam avaliados em aproximadamente R$ 8 milhões: mais de 12 vezes mais do que o declarado este ano ao TSE. A lista de bens incluía um iate, um Porsche e um Audi, além de uma mansão em um condomínio na Barra da Tijuca.

Romário teria omitido, assim, da declaração de bens entregues ao TSE, um patrimônio avaliado em polpudos R$ 6,7 milhões, que a Justiça afirma pertencer a ele. A casa onde mora e o carro ficaram também fora de sua declaração de bens. O senador então informou que faria uma retificação, acrescentando R$ 5,2 milhões, o que ainda seria um valor inferior ao volume de bens ocultos, se levarmos em consideração os valores divulgados.

A dívida ativa é uma espécie de cadastro que os governos municipal, estadual e federal utilizam para registrar os cidadãos que possuem algum tipo de débito. É a forma que o Governo tem de ”sujar o nome” do inadimplente.

Advertisement

12 COMENTÁRIOS

  1. Esse candidato não soube administrar s/próprios bem ainda assim quer continuar ser senador? Francamente, vai ser técnico de futebol que é a tua área!

  2. A verdade é que o ROMÁRIO ganhou muito dinheiro na época em que foi jogador de futebol. O fato é que ROMÁRIO não saiu torrando o dinheiro que faturou, pelo contrário, soube fazer bons investimentos, principalmente em Patrimônio. Torço para que o ROMÁRIO contrate um bom Escritório Jurídico especializado em negociação de dívidas e assim possa pagar tudo que deve. É muito ruim ter fama de mal pagador, principalmente quando o sujeito é um Homem Público.

  3. Pelo certo não deveria poder se candidatar, primeiro por esconder patrimônio da justiça eleitoral e por fim por estar inadimplente com a procuradoria da fazenda nacional, em face de diversos débitos. O cargo de senador da republica deve ser ocupado por pessoas que pelo menos não tenham pendencias judiciais.

  4. Um dos maiores jogadores do mundo, jogou nos principais clubes europeus, declarar um patrimônio de uma pessoa classe média ? Está querendo fugir do fisco mesmo.

  5. Façam o que eu falo, não façam o que eu faço…Típica excelência do nosso país de jeitinhos…e tem quem goste e até vote para legislar…vai entender….

  6. já deu o que tinha de dar há muito. mas o “rio de janeirense” esperto vota no ídolo vascaíno. depois reclama da qualidade dos políticos que elegeu. afunda rio, que você merece.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui