Ruas da Gávea recebem asfalto novo em operação de conservação da Prefeitura

Serviços de fresagem e recapeamento estão sendo feitos, das 22h às 5h, para não atrapalhar o trânsito e garantir a segurança dos motoristas

Divulgação

A Prefeitura do Rio de Janeiro, através da Secretaria Municipal de Conservação e da Subprefeitura da Zona Sul, está colocando asfalto novo em 11 ruas da Gávea. Os serviços de fresagem e recapeamento estão sendo feitos, das 22h às 5h, para não atrapalhar o trânsito e garantir a segurança de quem circula pelo local.

A Rua Marquês de São Vicente já finalizada. Esta semana, a equipe da Conservação trabalha na Rua Mary Pessoa. As ruas Artur Araripe e Vice-Governador Rubens Berardo, e o entorno da Praça Santos Dumont serão as próximas etapas do trabalho. Ao todo, as vias da Gávea vão receber aproximadamente 2,7 mil toneladas de asfalto.

“Seguimos avançando com a recuperação das ruas de toda a Zona Sul. Além do Asfalto Liso, o recapeamento de diversas vias está sendo realizado para oferecer mais conforto e, principalmente, segurança aos usuários. Para mitigar os impactos no trânsito dos bairros, temos o cuidado de realizar os serviços durante a noite”, disse o subprefeito da Zona Sul, Flávio Valle.

O serviço na Gávea é uma continuidade do trabalho de recuperação de vias internas de São Conrado. Passaram por troca de massa asfáltica as ruas General Olímpio Mourão Filho, Princesa Diana de Gales, José Turns, Engenheiro Armandino de Carvalho, Povina Cavalcanti, Golf Club, Henrique Midosi e Herbert Moses. As avenidas Aquarela do Brasil, Almirante Álvaro Alberto e Jaime Silvado, além dos trechos da Avenida Niemeyer e da Estrada da Gávea, também receberam intervenções. A revitalização da sinalização horizontal das vias ficou por conta da CET-Rio.

Os bairros da Gávea e São Conrado receberam asfalto produzido pela Usina Antônio Ramos, a Usina do Caju, operada pela Coordenadoria de Produção Industrial da Secretaria Municipal de Conservação.

“O parque industrial do Caju é um dos mais modernos da América do Sul e conta com um laboratório que permite o controle de qualidade não só da massa asfáltica produzida, mas também dos insumos utilizados nesse processo”, explicou o engenheiro Marco Aurelio Regalo de Oliveira, secretário de Conservação.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Enquanto isso, a Prefeitura coloca asfalto barato sobre o concreto asfáltico nas galerias menores do túnel Rebouças.
    Espero que não faça essa porcaria no Santa Bárbara.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui