Sábado teve a maior sensação térmica da história do Rio

Sensação térmica de quase 60º, na estação de Santa Cruz, foi a maior já medida pelo Alerta Rio

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Daniel Martins/Diário do Rio

O Carioca dizia: “O verão não chega“, “Gente, esse frio em janeiro” ou “Quero Sol para minha praia“. Pois é, São Sebastião escutou os pedidos, que foram em demasia, e mandou chegar um 2º Sol! No sábado, 4/2, a sensação térmica foi de quase 60º, exatamente 58º, quase o suficiente para assar uma pizza, na estação de Santa Cruz. Essa é a maior desde 2009, quando o Alerta Rio começou a fazer a medição.

De acordo com a meteorologista do Alerta Rio Juliana Hermsdorff, “a presença de ar quente em vários níveis da atmosfera, juntamente com a temperatura e umidade elevada em superfície, ocasionaram a sensação térmica na estação de Santa Cruz de 58°C. A sensação térmica é um cálculo realizado com variáveis meteorológicas medidas, para quantificação da temperatura que o corpo humano sente, de forma generalizada.”

Histórico das sensações térmicas:

58°C no dia 04/02/2023 em Santa Cruz
55,4°C no dia 25/02/2020 em Santa Cruz
55°C no dia 21/12/2014 em Guaratiba

Maiores temperaturas registradas nas estações do Alerta Rio neste verão:
41,1°C no dia 04/02
40,3°C no dia 15/01
39,6°C no dia 31/01

Advertisement

Leia também

Terminal Gentileza começa a operar para população; veja detalhes

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

Maiores sensações térmicas registradas nas estações do Alerta Rio neste verão:
58°C no dia 04/02
54°C no dia 15/01
51,1°C no dia 14/01

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Sábado teve a maior sensação térmica da história do Rio

Advertisement

4 COMENTÁRIOS

    • Desculpa. É que demora a aparecer até pensei bobagens mesmo. E foi bobagem mesmo. Pois eu confio, plenamente, neste JORNAL “DIÁRIO DDO RIO”. É o que traz as informações mais confiáveis sobre a cidade do Rio de Janeiro!

  1. Gente, isso de S Térmica…não existe! A temperatura real foi mesmo 58 graus! Até alguns anos atrás…não se falava nisso. A temperatura recorde do Hell de Janeiro foi 58 graus em 04/02/2.023! E tudo é encarado com naturalidade por alguns meios de comunicação. Tem gente doente que escancara a boca para arrotar que tá feliz com o calor e vai pular que nem sapo neste forno no carnaval – doença! E os Termômetros de ruas novos…os relógios novos…não são confiáveis…Estou cansado de ver eles marcarem a mesma temperatura no sol e na sombra…e temperaturas muuuita aquém da realidade! Conheço um engenheiro que levantou a hipótese de existir uma central onde lançam essas temperaturas digitais nos termômetros de rua…para não assustar a população. Qdo haviam relógios analógicos…cansei de vê-los marcando 45, 48 no Verão, em frente à UERJ. No verão de 2.010…noticiou-se que na presidente vargas – e foi um dos piores verões – o termômetro em frente à Central do Brasil marcou 50 graus! E eu mesmo vi um da tijuca, no mesmo verão, marcar 52 graus! E para o Sistema está tudo bem obrigado! Acordem. Não aceitem, portanto essa estória de S Térmica e de que está tudo dentro da normalidade não.

  2. Gente, isso de S Térmica…não existe! A temperatura real foi mesmo 58 graus! Até alguns anos atrás…não se falava nisso. A temperatura recorde do Hell de Janeiro foi 58 graus em 04/02/2.023! E tudo é encarado com naturalidade por alguns meios de comunicação. Tem gente doente que escancara a boca para arrotar que tá feliz com o calor e vai pular que nem sapo neste forno no carnaval – doença! E os Termômetros de ruas novos…os relógios novos…não são confiáveis…Estou cansado de ver eles marcarem a mesma temperatura no sol e na sombra…e temperaturas muuuita aquém da realidade! Conheço um engenheiro que levantou a hipótese de existir uma central onde lançam essas temperaturas digitais nos termômetros de rua…para não assustar a população. Qdo haviam relógios analógicos…cansei de vê-los marcando 45, 48 no Verão. No verão de 2.010…noticiou-se que na presidente vargas – e foi um dos piores verões – o termômetro em frente à Central do Brasil marcou 50 graus! E eu mesmo vi um da tijuca, no mesmo verão, marcar 52 graus! E para o Sistema está tudo bem obrigado! Acordem. Não aceitem, portanto essa estória de S Térmica e de que está tudo dentro da normalidade não.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui