Sanduíche Carioca ou Gringo? Acho que você vai concordar. O Carioca é imbatível!

Por André Delacerda.

Lanchonete Opus Rio de Janeiro por XRocha Dia desses, passando por umas dessas lanchonetes que se vê em tudo que é bairro do Rio. Aquelas mesmo, que você deve está pensando, que vendem sucos naturais, proteínas e os tão famosos sanduíches cariocas, comecei a confabular sobre o que é mais gostoso: sanduíche/hamburguer de fast-food gringo ou o delicioso sanduíche carioca?

Então vamos a árdua tarefa, afinal, falar de comida é algo complicado. Cada um tem seu gosto, suas preferências. Mas a unanimidade é que: parar para comer, seja em um restaurante a la carte, num boteco da esquina, na lanchonete ou em casa, é algo muito prazeroso.

Bem, não sou eu quem vai falar mal dos tradicionais fast-foods americanos. Nada contra. Eles são muito profissionais e são o sucesso americano no mundo todo, assim como a Coca-Cola. Mas cá para nós, carioca que é carioca gosta de puxar sardinha para seu lado, por isso, digo e repito: prefiro os sandubas feitos pelas lanchonetes cariocas. Estes sim, são de dar água na boca, por alguns motivos:

– Tamanho: ah, os nossos são muitos maiores que o dos concorrentes gringos. Já ouvi falar que aqui no Rio, tem um sanduíche do tamanho de uma telha lá na Ilha do Governador – telha, isso mesmo. Imagina comer um desses?! Deve dar umas gordurinhas, mas esquece, depois de uma malhada vai tudo embora.

Tem sanduíche feito com pão mais redondo, mais comprido, com talhas de pão, pão árabe. Não posso esquecer o pão integral. O importante é que o sanduíche carioca é sem dúvida uma farta refeição.

– Sabor: os nossos são mais naturais. Não é aquela coisa com sabor de plástico, feita em série.

Tem o com ovos, filet mignon – hummm-; de peito de perú. Ah! Sem falar no de atum. E para os mais naturebas dos naturebas, o bem natural só com alface, cenoura e tomate, e com mais algum toque especial. Já ia me esquecendo do sanduíche de picanha, este nem precisa de comentários!

Você vai descobrindo uma variedade de tipos e sabores, que vão mudando de bairro para bairro carioca. É uma tentação!

– Batata Frita: este complemento é fundamental. Modéstia parte, a batata frita servida nas nossas lanchonetes de bairro tem a porção maior, saem quentinhas, feitas na hora – o que se imagina serem mais saudáveis.

– Molhos: tem um melhor que o outro. Tem gente que gosta simplesmente de catchup, maionese e mostarda. Eu prefiro colocar uma mistura dos dois primeiros. Ah o barbucue é irresistível. E tem até o molho de sementes de mamão que provei um dia desses no Polis da Barra. Muito Bom!

Barraca do Pepê por André Koji Para dar aquele arremate, que tal um saboroso suco natural? Laranja cai muito bem… caju também é uma delicia. Mas tem os mais exóticos, e não menos saborosos: limonada suíça com mel, abacaxi com hortelã, cidreira com laranja… e por ai vai. Hum, me deu até sede agora!

Dizem que o típico sanduíche carioca tem que ter filé mignon, queijo derretido e, no máximo, uma rodela de abacaxi. Dizem ainda, que o mais famoso é do Cervantes. Mas existem outros tão bons, quanto. A Revista Vip do mês passado, elege o sanduíche de peito de perú, apelidado de Perú Voador, da tradicional barraca do Pepê, na praia da Barra, como um dos quatro melhores sandubas em excelência no país. É bem verdade, que se fossemos listar todos locais com bons sanduíches, para os mais variados gostos e bolsos, no Rio, essa página seria pequena. Mas o que importa é que o Carioca dá preferência para o seu bom e saboroso “conterrâneo”: o sanduíche carioca!

E, bom apetite a todos.

Foto 1: Lanchonete Opus Rio de Janeiro por XRocha.
Foto 2: Barraca do Pepê por André Koji.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui