Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Naturgy e Agenersa discutem condições de fornecimento de gás natural no Rio

O consumo de gás natural no Estado chaga a mais de 7 milhões de m³ por dia. O Rio é 2º maior em consumo no Brasil, com mais de 1,07 milhões de clientes dos mais diversos tipos

Divulgação

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Cássio Coelho, se reuniu, nesta segunda-feira (26), com representantes da Naturgy (CEG/CEG-Rio) e da Agenersa para discutir as condições do contrato de fornecimento de gás natural para a Naturgy, com o objetivo de garantir segurança jurídica e de fornecimento para o mercado de gás no Estado. Na reunião também foram abordadas as bases para que o mercado de gás fluminense seja atraente para a entrada de novas empresas.

O secretário de Desenvolvimento Econômico destacou a importância do mercado de gás fluminense, o segundo maior do Brasil com clientes de diversos tipos. Por isso, a segurança do fornecimento do combustível é prioridade para o Governo do Estado.

“O plano de desenvolvimento econômico do Estado perpassa por uma economia baseada no gás natural. Com um consumo que chega a  mais de 7 milhões de m³ por dia, segundo maior em consumo no Brasil, e mais de 1,07 milhões de clientes dos mais diversos tipos – sendo eles residencial, comercial e industrial; a segurança do suprimento é prioridade número 1 do governo estadual” – afirmou Cássio Coelho, que sugeriu ainda a integração de representantes do governo federal e de membros do legislativo nas tratativas do setor.

A presidente da Naturgy, Katia Repsold, por sua vez, enfatizou que o objetivo da companhia é a consolidação de uma boa parceria  com o poder público estadual.

“A Naturgy acredita ser fundamental a atuação em parceria com o Estado para garantir a competitividade do gás natural no Estado do Rio de Janeiro, maior estado produtor”, disse a executiva.

Representantes da secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, da Naturgy (CEG/CEG-Rio) e da Agenersa – Divulgação
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui