Secretária estadual de Saúde alerta sobre os impactos do envelhecimento populacional na rede SUS

Cláudia Mello participou do painel ‘Reais Impactos do Envelhecimento Populacional na Saúde Suplementar e no SUS’ da #Fisweek, realizado na ACERJ, nesta quinta-feira

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Secretária de Estado de Saúde Cláudia Mello / Divulgação

O envelhecimento populacional brasileiro foi discutido durante a #Fisweek, realizado na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACERJ), nesta quinta-feira (9). O evento, que começou na segunda-feira (06) e tem promoção da @IniciativaFIS, reúne mais de 150 líderes do setor de saúde entre gestores, estudantes e startups, e é considerado o maior da América Latina na área e nos assuntos de inovação. As atividades envolvem palestras, painéis, oficinas, experiências e ativações voltadas para ampliação da rede de contatos, com mais de 200 empresas e 40 startups participantes.

O painel ‘Reais Impactos do Envelhecimento Populacional na Saúde Suplementar e no SUS’ contou com a participação da secretária de Estado de Saúde, Cláudia Mello, que é médica geriatra. Durante a sua exposição, a secretária enfatizou ser necessária uma atuação mais célere por parte dos gestores públicos e privados face ao aumento médio da idade da população no Brasil, fato verificado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no Censo 2022.

“Os dados mostram que vamos aumentar ainda mais a nossa população idosa. Um outro ponto importante neste tema da longevidade é como teremos os recursos humanos necessários para tratar desta população. Melhoramos a nossa qualificação dos profissionais no estado, mas precisamos conquistar mais pessoas que queiram trabalhar nesta área. A tecnologia aumentou a expectativa de vida e o envelhecimento veio junto “, comentou Cláudia Mello, acrescentando que desde que se tornou servidora pública, há 20 anos, tem se debruçado sobre o processo de envelhecimento populacional e os seus impactos sociais. A médica lembrou que a questão se tornou uma bandeira após ela ter visitado todos os asilos geriátricos do Estado do Rio de Janeiro quando atuava na vigilância sanitária.

Daniel Soranz, secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro; Marcos Novais, superintendente executivo da Associação Brasileira de Planos de Saúde/Abramge; e Mauricio Nunes, diretor da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), também participaram do painel. A moderação foi realizada por Martha Oliveira, presidente da Laços Saúde.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Secretária estadual de Saúde alerta sobre os impactos do envelhecimento populacional na rede SUS
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui