Segmento de imóveis de alto padrão teve alta de 91.5% no Brasil em 2022

A busca por maiores espaços e mais conforto cresceu demais com a pandemia e se mantém como tendência para o comprador mais endinheirado

Casa Arouca, da Avanço Realizações Imobiliárias que está sendo construída no condomínio Arouca, na Barra da Tijuca. A propriedade tem cerca de 1,3 mil metros quadrados de área total e preço aproximado de R$ 20 milhões

O segmento de Médio e Alto Padrão (MAP) continua se destacando em todo o país. Segundo dados da Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), em parceria com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), nos primeiros sete meses do ano, este nicho de mercado teve crescimento de 91,5%, com 26.522 imóveis vendidos no período. “Sem dúvida a tendência de crescimento nas vendas dos imóveis de alto padrão é uma realidade. A busca por espaços maiores e por maior qualidade de vida dentro de casa se reforçou como fator preponderante após a pandemia, e temos sentido os reflexos desta busca por mais comodidade e luxo dentro das residências”, diz Cláudio André de Castro, diretor da Sergio Castro Imóveis, uma das mais tradicionais corretoras imobiliárias da cidade.

Na Barra da Tijuca, a procura por casas e apartamentos de luxo só aumenta. A Avanço Realizações Imobiliárias está construindo uma casa no Condomínio Arouca com a assinatura da nova grife Hiato Exclusive. O projeto tem cerca de 1,3 mil metros quadrados de área total e preço aproximado de R$ 20 milhões.

Já a Carvalho Hosken vai lançar o Elos em Ilha Pura, bairro planejado na Barra. Um dos grandes diferenciais do novo residencial é o conceito full (para todos), com mais de 40 itens de lazer, convivência e segurança, e o privilégio de ter um parque com 72 mil metros quadrados à disposição. Além do estratégico e valorizado endereço, a flexibilidade das plantas é mais uma vantagem, permitindo adequar às necessidades das famílias. As unidades decoradas de dois, três e quatro quartos que estarão disponíveis no Espaço Carvalho Hosken (Avenida Salvador Allende, 3.200, Barra) mostram versatilidade, decoração contemporânea e um excelente aproveitamento de cada ambiente.

Prova de que a Ilha Pura é cada vez mais procurada para morar está no estudo Cenário Imobiliário da Barra da Tijuca 2022, divulgado pelo Secovi Rio (Sindicato da Habitação). Isso porque a Rua Rodrigo de Melo Franco (escritor), um dos acessos do bairro planejado, foi a que registrou o maior número de transações residenciais no primeiro semestre. De acordo com os números apresentados pelo Centro de Pesquisa e Análise da Informação (Cepai), foram 168 unidades comercializadas de janeiro a junho.

Na Península, bairro planejado também da Carvalho Hosken, a Canopus lançou Be.Park, segunda fase do empreendimento Be.Península, com 92 unidades, entre apartamentos de dois e três suítes de até 108 m2, com duas vagas de garagem, além de coberturas lineares de 279 m2 com 4 vagas, infraestrutura de lazer completa, incluindo um parque aquático integrado com toda a natureza que o entorno oferece. “Os apartamentos de três quartos da primeira fase foram vendidos em tempo recorde, e para atender a esse público, o Be.Park também contará com essa tipologia”, comenta Thiago Hernandez, superintendente Comercial da empresa.

Jardim Oceânico

A Itten Incorporadora também desenvolve residenciais de luxo na Barra. O mais recente é o Dezoitto, no Jardim Oceânico. Segundo Eduardo Cruz, diretor da empresa, a demanda na região é alta. Prova disso é que 70% das 13 unidades do empreendimento foram vendidas em menos de 60 dias. O Dezoitto será construído a 200 metros da praia (Rua Antônio Dias Martins, 18) e contará com apartamentos tipos e coberturas lineares (de 90 a 258 metros quadrados), além de comodidades como boxes privativos no térreo. “Também vamos entregar todos os imóveis com preparação para varanda gourmet, ambiente indispensável, principalmente depois da experiência do isolamento social“, ressalta Cruz, diretor da empresa.

Atenta aos clientes que desejam morar em residenciais com pouquíssimas unidades, a JB Andrade Imóveis já entregou no Jardim Oceânico mais de 100 prédios com essa proposta de alto padrão e exclusividade. De acordo com Solange Portela de Andrade, diretora da empresa, esse tipo de público é muito exigente. “São clientes que desejam privacidade, plantas generosas, confortáveis e infraestrutura sob medida. Outro diferencial que atrai o interessado nos nossos projetos é a possibilidade de personalização do imóvel. Temos um nicho de mercado para isso e todos os empreendimentos que lançamos são vendidos rapidamente e alguns são 100% comercializados antes mesmo do lançamento. São famílias do próprio bairro, de outras regiões, de outras cidades e até mesmo de fora do país”, conta Solange.

Zona Sul

A Zona Sul é a menina dos olhos de várias empresas. O Opportunity Imobiliário, por exemplo, tem empreendimentos em vários bairros da região. O mais emblemático é o retrofit do icônico Hotel Glória, em parceria com a SIG Engenharia. O residencial tem 266 unidades, lazer no rooftop, fitness assinado pela Bodytech, segurança, além de quatro lojas no térreo. A ideia é que o novo Glória seja um cinco estrelas. Isso porque o residencial contará também com serviços de motorista, personal concierge, recreação infantil, lavanderia, lavagem de carro, e massagista entre outros, por meio de pay per use (pague somente se usar). A abertura de vendas está prevista para o início de novembro e, até o momento, mais de 500 pessoas já visitaram o estande localizado no próprio Glória (Rua do Russel, 632). Com essa expressiva procura, as empresas estudam antecipar o lançamento.

Também de olho na Zona Sul está a D2J. Um dos projetos é o Five Lagoa Premium, localizado em uma rua plana e bucólica da Lagoa (Rua Ildelfonso Simões Lopes, 37). Conta com apenas cinco unidades de alto luxo de 146 a 291 metros quadrados, entre apartamentos, coberturas dúplex e garden. Tecnologia de ponta e um espaço gourmet diferenciado completam o perfil do condomínio. As unidades têm valores a partir de R$ 3,6 milhões. Daniel Afonso, diretor da D2J Construtora, afirma que, geralmente os produtos exclusivos são mais valorizados. “No caso de empreendimentos imobiliários, os exclusivos têm poucas unidades e isso o torna mais disputado e, assim, agrega valor. Desta forma, o esforço de venda se torna menor, a venda mais rápida e o empreendimento é concluído em pouco tempo. É um público AA que valoriza a arquitetura, é exigente com os acabamentos e prioriza a privacidade”, explica Afonso.

Região Serrana em alta

Casa de alto padrão decorada do condomínio Summit Valparaíso reforça pesquisa da Abrainc sobre o crescimento deste segmento

Na Região Serrana este movimento já vem se consolidando. A LGCON Empreendimentos, por exemplo, investe no segmento de casas de alto padrão inteligentes e está lançando o condomínio Summit Valparaíso, em Petrópolis, com apenas 12 casas de três suítes, espaço gourmet integrado, office, lavanderia e garagem coberta para três carros com previsão para carregamento de veículos elétricos. O empreendimento contará ainda com recursos tecnológicos como sistema de biometria para acesso, infraestrutura para iluminação e segurança automatizada.

Um dos diferenciais, de acordo com Leandro Guimarães, CEO da empresa, é que o condomínio está com mais de 70% da obra concluída. O prazo de entrega é para outubro de 2023. “A nossa realidade está sendo retratada na pesquisa da Abrainc. Ainda não lançamos e já vendemos mais de 40% do empreendimento. As casas têm preço médio de R$ 1,57 milhão“, conta Guimarães. Ele adianta que a ideia é alcançar um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 15 milhões com a comercialização das oito casas disponíveis.

Segundo Guimarães, a segunda moradia agora é a primeira para muitas famílias que optaram pela Região Serrana durante a pandemia. Essa tendência permanece e já pode ser considerada uma das grandes mudanças impostas pela Covid-19. Atento a isso, o mercado imobiliário vem desenvolvendo empreendimentos de casas que contemplam verde, muito espaço, internet de ponta, segurança e lazer sob medida.

A Rio8 Incorporações também está atenta a esse movimento do alto padrão. A empresa vai lançar a linha Exclusive, com dois condomínios de casas em Petrópolis. “São projetos com arquitetura arrojada e com acabamentos diferenciados. Além disso, vamos oferecer kits para que o interessado possa personalizar o imóvel”, adianta Mariliza Fontes Pereira, CEO da empresa. A expectativa é alcançar um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 70 milhões.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui