Segundo sindicato, quase 200 motoristas de ônibus abandonaram a função em 2023 devido à violência

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do Rio de Janeiro, a insegurança e a violência são os principais motivos dos afastamentos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Daniel Martins/Diário do Rio

Apenas no ano passado, a violência do Rio afastou quase 200 motoristas de ônibus da função, segundo o sindicato da categoria. As licenças são por agressões, tiroteios, sequestros de ônibus e assaltos.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do Rio de Janeiro, a insegurança e a violência são os principais motivos dos afastamentos. Segundo a entidade, em sua grande maioria, os motoristas foram atacados entre Santa Cruz e Bonsucesso, na Avenida Brasil, que é margeada por dezenas de comunidades.

De acordo com o órgão, muitos motoristas têm pedido para trocar de linha ou até mesmo pedem para que sejam demitidos.

Ainda segundo o sindicato, nos últimos 12 meses, 140 ônibus foram interceptados por criminosos para uso como barricadas.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Segundo sindicato, quase 200 motoristas de ônibus abandonaram a função em 2023 devido à violência
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui