Seleção Brasileira na Copa do Mundo tem 8 jogadores ligados ao Rio de Janeiro; confira

Thiago Silva, Bruno Guimarães, Lucas Paquetá e Pedro, por exemplo, são cariocas; Richarlison, sensação da estreia, jogou pelo Fluminense

Richarlison, com Thiago Silva e Lucas Paquetá ao fundo, em ação pelo Brasil contra a Sérvia pela Copa do Mundo 2022 - Foto: Lucas Fugueiredo/CBF

Dos 26 jogadores convocados por Tite para representarem a Seleção Brasileira na Copa do Mundo 2022, oito têm ligação direta com o Rio de Janeiro.

O zagueiro Thiago Silva, o volante Bruno Guimarães, o meia Lucas Paquetá e o centroavante Pedro, por exemplo, são cariocas e iniciaram suas respectivas carreira por aqui.

Thiago e Bruno, porém, não chegaram a estrear profissionalmente no RJ. O primeiro fez toda sua base no Fluminense, mas rodou por RS Futebol, Juventude, Porto-POR e Dínamo de Moscou-RUS antes de retornar às Laranjeiras em 2006 para, enfim, se consagrar no Tricolor. Já o segundo se transferiu para o Audax-SP em 2015, aos 17 anos, onde atuou pela primeira vez entre os profissionais. Depois, se destacou pelo Athletico-PR até ser contratado pelo Lyon-FRA. Hoje, defende o Newcastle-ING.

Respectivamente, Thiago Silva em ação pelo Fluminense e Bruno Guimarães com a camisa do Audax-RJ

Paquetá, por sua vez, fez sua primeira partida como profissional do Flamengo em 2016, aos 19 anos, e atuou pelo clube da Gávea até o fim de 2018, quando se transferiu para o Milan-ITA. Depois, foi companheiro de Bruno Guimarães no Lyon e atualmente joga pelo West Ham-ING.

Já Pedro, que também estreou em 2016 aos 19, foi jogador do Fluminense até 2019. Posteriormente, rumou para a Fiorentina. No futebol italiano, porém, não teve bom desempenho e acabou retornando ao Brasil em 2020, justamente para o Flamengo, maior rival tricolor, onde está até hoje.

Ainda no ataque, Vini Jr, nascido em São Gonçalo, na Região Metropolitana do RJ, despontou para o futebol em 2017, também no Flamengo, sendo companheiro de Paquetá na equipe. Em meados de 2018, rumou para o Real Madrid-ESP, seu clube até hoje e do qual é um dos principais jogadores.

Vini Jr. e Lucas Paquetá em ação pelo Flamengo | Pedro atuando por Fluminense e Flamengo

Cariocas ”emprestados”

Embora não tenham nascido na capital ou em outra cidade do estado, o volante Fabinho e o meia Everton Ribeiro, reservas da Seleção no Catar, além do atacante Richarlison, que é titular, também têm ligação com o Rio de Janeiro.

Fabinho, hoje no Liverpool-ING, fez toda sua trajetória de base no Fluminense, deixando o clube em 2012 para jogar pelo Rio Ave-POR, onde estreou profissionalmente.

Ainda sobre o Flu, Richarlison, autor dos 2 gols da vitória brasileira na estreia diante da Sérvia, na última quinta-feira (24/11), atuou pelo Tricolor entre 2016 e 2017. Posteriormente, se transferiu para a Inglaterra, onde defendeu Watford, Everton e hoje o Tottenham.

Já Everton Ribeiro atua pelo Flamengo desde 2017 e, em quase seis anos de clube, se tornou referência no time, conquistando diversos títulos, como Libertadores, Brasileiro, Copa do Brasil, Supercopa, Recopa e Carioca.

Respectivamente, Fabinho, Richarlison e Everton Ribeiro

Próximos jogos

Liderando o Grupo G da Copa do Mundo, o Brasil volta a campo nesta segunda (28/11), contra a Suíça, pela 2ª rodada da 1ª fase. A partida acontece às 13h (de Brasília).

Posteriormente, encerrando a fase de grupos da competição, a Seleção enfrenta Camarões, na sexta (02/12), às 16h.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui