Sérgio Cabral pede retirada de tornozeleira eletrônica e Justiça Federal acata

Como justificativa, em suma, a defesa de Cabral argumenta o ''bom comportamento'' do ex-governador do RJ

Sérgio Cabral, ex-governador do RJ
Sérgio Cabral, ex-governador do RJ

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral solicitou à Justiça Federal a retirada de sua tornozeleira eletrônica.

Consultado sobre o assunto, o Ministério Público Federal (MPF) deu parecer favorável ao pedido, no último dia 21/08. A informação é da ”Coluna Guilherme Amado”, do site ”Metrópoles”.

Como justificativa, a defesa de Cabral, condenado e preso em função da Operação Lava Jato, argumentou à Justiça a existência de um ”excesso de prazo para manutenção de medidas cautelares”, algo que não seria compatível com o ”bom comportamento” do réu.

O MPF aceitou a alegação e emitiu parecer favorável à Justiça Federal do Rio de Janeiro (JFRJ). O órgão recomendou que, após a tornozeleira ser retirada, Cabral se apresente mensalmente em Juízo.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Que triste! Um homem que fez tanto mal ao Rio de Janeiro solto. O estado sente até hoje os efeitos das administrações desastrosas e corruptas de Sérgio Cabral e de seu sucessor Pezão, que foi vice de Cabral duas vezes, e depois foi eleito governador. Só falta eles quererem voltar a governar (e serem eleitos) o estado ou a cidade para o desastre ser total.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui