Serviço de trens é interrompido devido à manifestação na SuperVia

Imagem meramente ilustrativa de trem da SuperVia na Estação Engenho de Dentro - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

A circulação de trens da Supervia foi suspensa em função de uma manifestação realizada nas proximidades do terminal Central do Brasil, no início da noite desta quinta-feira (22/12).

De acordo com a concessionária, alguns trens aguardam ordem de circulação na Central para seguir viagem. As viagens dos ramais estão sendo encerradas na estação São Cristóvão

Nas redes sociais, passageiros do modal afirmam que a manifestação começou após o expresso para Santa Cruz completar 1h em atraso.

Advertisement

4 COMENTÁRIOS

  1. Na minha opinião é um dos piores serviços de transporte do Rio de Janeiro. Era para ser eficiente, barato e não ter motivo para ser a cada da “mãe joana”. Eles sequer conseguem fazer o trem circular e parar no mesmo lado, nós os passageiros somos obrigados a correr de um lado para outro, subindo e baixando escadas, a ponto de alguém se machucar… Na verdade, somos passagens, não pessoas.

  2. Antônio Cunha, você não vai ver ação por parte do governo estadual porque o governo não é trouxa: ele SABE do pepino que é a concessão da SuperVia. O Estado reclama dela, diz que “é uma bagunça” mas por dentro reza todo dia pra todos os santos pedindo que a SuperVia não desista, não devolva a concessão.

  3. Já faz tempo que a qualidade dos serviços da Supervia vêm sendo questionados. No entanto, não tenho visto nenhuma ação por parte do governo estadual. Talvez seja necessário fazer uma nova licitação para que se tenha uma nova operadora dos trens, e o governo do estado deve incluir maiores exigências na modernização no sistema de trens. Não basta ter trens mais novos. É preciso ter em quantidade para diminuir os intervalos. É preciso estudar também a mudança do cabeamento aéreo, já que muitos roubos de fios têm ocorrido. Outro ponto a ser seriamente pensado é o fechamento dos cruzamentos em nível, já que estes provocam diminuição da velocidade dos trens e, por conseguinte, da capacidade do sistema.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui