Nesta sexta, servidores em greve estiveram na porta do Detran , na Avenida Presidente Vargas | Foto: Cleomir Tavares / Diario do Rio

Nesta sexta-feira (19/02), servidores do Detran-RJ lotaram a Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio, pedindo por melhores condições de trabalho. Os trabalhadores se reuniram em um ato público em frente ao Detran com faixas escritas “estamos em greve”, pedindo melhorias na autarquia e progressão funcional.

Por volta de meio dia (12h), no quarteirão do Detran, metade da pista da Presidente Vargas estava fechada por conta do protesto dos servidores. A polícia já estava no local, mas até a publicação desta matéria, a pista ainda não estava liberada.

Nesta sexta, servidores em greve estiveram na porta do Detran , na Avenida Presidente Vargas | Foto: Cleomir Tavares / Diario do Rio

O vice-presidente do Sindetran Agenor Rodrigues, em entrevista exclusiva ao DIÁRIO DO RIO, falou sobre a greve dos servidores. Segundo ele, faltam equipamentos para o trabalho e para prevenção da Covid-19. O movimento acontece por todo o estado do Rio.

O movimento é de uma greve total. Hoje o Detran notificou quais são os serviços essenciais, mas mesmo antes dessa notificação já estávamos atendendo os serviços essenciais“, afirmou.

Agenor Rodrigues, vice-presidente do Sindetran | Foto: Cleomir Tavares / Diario do Rio

Sobre a reivindicação, Agenor Rodrigues falou sobre a progressão funcional dos servidores: “Nós estamos reivindicando nossa progressão funcional, que não acontece desde 2017. A progressão é de 30 reais a cada 3 anos e a administração não está concedendo esse direito previsto em lei“.

Desde o último sábado (13/02), os servidores concursados do Detran-RJ estão em greve. A paralisação pede por melhores condições de trabalho e reclama da falta de estrutura nos postos. Não há previsão para o fim da greve, mas na segunda-feira (22/02), os funcionários vão se reunir em uma nova assembleia e vão decidir pela continuidade ou não do movimento.

Nesta sexta, servidores em greve estiveram na porta do Detran , na Avenida Presidente Vargas | Foto: Cleomir Tavares / Diario do Rio

4 COMENTÁRIOS

  1. Cabide de empregos,PÉSSIMO serviço prestado e taxas pra lá de duvidosas e injustas.
    – Pra quê serve o DETRAN – RJ mesmo???
    – Entrega o Brasil para os índios de novo e vamos começar tudo do zero porque ta dificil viver aqui viu!!!

  2. Pena que o contribuinte não tem a mesma regalia de poder fazer greve contra o péssimo serviço prestado pelo DETRAN! Empresa lixo, funcionários preguiçosos, cheio de esquema lá dentro…

  3. O Detran devia se fechado e todo mundo mandado embora, órgão inútil que não serve para nada, cria dificuldade pra vender facilidade, o ex-governador Wilson Witzel prometeu acabar com esse órgão, mas quando viu a montanha de dinheiro que ganham na moleza, extorquindo do cidadão sem dar nada em troca, ou melhor, prestam um serviço porco , só tem terceirizados nos postos, os valores cobrados são absurdos, fora da realidade, é inacreditável ainda ninguém ter privatizado esse lixo de órgão, mas infelizmente o $$$$$$$$$$$$ fala mais alto, ganham rios de dinheiro cobrando taxas absurdas e nem vistorias mais fazem, tudo mentirinha, enganação pura.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui