Servidores do RJ terão recomposição salarial em fevereiro

O percentual usado na recomposição corresponde ao IPCA acumulado entre dezembro de 2021 e novembro de 2022, que chegou a 5,9%

(Foto: Divulgação)

O governador Cláudio Castro anunciou nesta segunda-feira (12/12) que a recomposição salarial dos servidores, garantida por meio de lei aprovada na Alerj, começará a ser paga nos salários de janeiro do próximo ano. Na prática, os servidores passam a receber os salários com o reajuste a partir do mês de fevereiro de 2023, quando os vencimentos de janeiro são depositados.

O percentual usado na recomposição corresponde ao IPCA acumulado entre dezembro de 2021 e novembro de 2022, que chegou a 5,9%, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pela divulgação do índice.

Toda vez que o Estado não faz a recomposição salarial, na prática há uma redução no salário do servidor, porque houve inflação em todos os itens. Essa recomposição é fundamental para manter o poder de compra dele. O servidor é muito importante para o governo e para a economia do Rio de Janeiro“, disse o governador Cláudio Castro.

A medida vale para cerca de 384 mil servidores ativos, inativos e pensionistas. Este é o segundo ano consecutivo que o Governo do Estado faz a recomposição salarial dos servidores. Nenhum reajuste era concedido desde 2014 na folha salarial.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Os contratos públicos da Administração Pública com empresas e também relacionados às concessões e permissões na execução de serviço público por pessoa jurídica de direito privado são reajustados religiosamente anualmente…

    Por que não seria dos servidores públicos???!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui