Foto: Edílson Dantas

O Ministério da Saúde anunciou nesta quinta-feira (27/02) que o número casos suspeitos do coronavírus subiu de 5 para 9 no Estado do Rio. De acordo com a secretaria estadual de saúde (, duas pessoas estão sendo monitoradas no Rio de Janeiro, duas em Niterói, na região metropolitana, uma em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense e outra no município de Macaé. Além de dois turistas e um caso com local de residência ainda em investigação. Além dos sintomas respiratórios, os pacientes têm histórico de viagem para países com circulação ativa do vírus.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Um dos casos suspeitos, identificado em Nova Iguaçu, foi em uma paciente de 49 anos. A mulher, que não teve a identidade divulgada, chegou ao Hospital Geral da Posse com um quadro de febre, coriza e tosse, sintomas do coronavírus.

Após ser classificada como um caso de baixa complexidade no protocolo do Ministério da Saúde, a paciente foi transferida para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Botafogo.

Entretanto, de acordo com a Prefeitura de Nova Iguaçu, a paciente disse apenas na UPA Botafogo que havia ido à Europa e feito uma conexão em Milão, região da Itália que sofre um surto da doença. Depois do aviso, os médicos responsáveis pelo atendimento iniciaram o protocolo de bloqueio da doença.

A SES-RJ reiterou que não há nenhum caso do novo coronavírus confirmado no Estado e pediu para a população não se alarmar. A secretaria também relembrou a importância de cuidados básicos, como lavar frequentemente as mãos, proteção de nariz e boca ao espirrar e tossir, além da utilização de álcool em gel.

Estamos em alerta máximo e preparados para enfrentar o Coronavírus. Desde o início do ano, trabalhamos na organização de um plano de resposta eficiente e ágil para enfrentar este novo vírus“, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos.

O Brasil teve o primeiro caso confirmado do coronavírus nesta quarta-feira (26/02) em um paciente na cidade de São Paulo.


Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui