Laços é um romance premiado (venceu o Bridge Prize em 2015) escrito pelo autor italiano Domenico Starnone e lançado no Brasil em 2017 pela editora Todavia, com tradução de Maurício Santana Dias. A edição conta com um prefácio escrito por Jhumpa Lahiri, autora premiada com o Pulitzer.

Neste livro conhecemos a história de Aldo e Vanda, que estão casados há cinquenta e dois anos. Após um período na praia, o casal volta para casa e encontra o apartamento totalmente revirado. Labes, o gato, está desaparecido.

Ao iniciar a arrumação do apartamento, Aldo se depara com objetos do passado que já estavam esquecidos. Livros com anotações que já não fazem mais sentido, fotos e, em especial, as inúmeras cartas que Vanda lhe enviou muitos anos atrás, num período de quatro anos em que viveram separados. Aldo, apaixonado por uma mulher mais nova, abandonara Vanda e os filhos pequenos, Anna e Sandro.Por meio das cartas, Aldo se depara com esse passado doloroso, que deixou marcas profundas num relacionamento que parece sobreviver por um fio.

O livro é dividido em três partes. Na primeira, lemos as cartas de Vanda, que se mostra desesperada por uma explicação para o abandono do marido. Alternando momentos de raiva e angústia, a personagem tenta a todo momento abrir os olhos de Aldo para o absurdo da situação:

“Lamentar o passado é cretinice, assim como é idiotice correr sempre atrás de novos inícios. Seu desejo de mudança tem uma única saída possível, nós quatro: eu, você, Sandro e Anna.”

A segunda parte é narrada por Aldo, que relembra o passado e explica sua decisão de abandonar a família e a de voltar para casa. Sob o peso da culpa, o personagem demonstra que desde que voltou a viver com Vanda e os filhos, age sempre de forma cautelosa, temendo que qualquer deslize possa pôr tudo a perder outra vez.

“Em toda casa há uma ordem aparente e uma desordem real.”

Narrada por Anna, a última parte é protagonizada por ela e pelo irmão, Sandro. E mostra as consequências do relacionamento complexo dos pais na vida dos filhos, trazendo um desfecho surpreendente.

A escrita do autor é fluida e ele descreve de forma magistral o que há de mais íntimo nos personagens, provocando no leitor sentimentos de angústia, raiva, espanto. O sumiço do gato e a bagunça do apartamento dão um leve tom de romance policial ao livro. Mas o mais importante nessa história é a forma profunda com a qual Domenico Starnone retrata a complexidade dos relacionamentos familiares, com seus segredos, ressentimentos e as consequências devastadoras dos atos. Um livro curto (144 páginas), mas com uma história poderosa.

Livro: Laços
Autor: Domenico Starnone
Editora: Todavia
Tradução: Maurício Santana Dias
Páginas: 144

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui