Subida da Serra, Angra 3, aeroportos e acordo fiscal: Cláudio Castro quer negociar demandas do Rio com Lula

Governo deve priorizar seus esforços junto à União em questões econômicas, fundamentais para que o Rio gere empregos e “continue avançando em sua recuperação fiscal

Foto Cleomir Tavares/ Diario do Rio

O governador do Rio Cláudio Castro pretende levar ao futuro presidente Luiz Inácio Lula da Silva algumas demandas do estado, como a construção da nova subida da Serra de Petrópolis na Rodovia BR-040, que está parada desde 2016, as obras civis na Usina Nuclear de Angra 3 e o imbróglio da concessão dos aeroportos do Rio. A informação foi divulgada pelo jornal “O Globo“.

O estado possui diversas pautas pendentes com o governo Federal, desde as já citadas até o Regime de Recuperação Fiscal (RRF) e a situação das universidades federais. No entanto, ao O Globo, Castro explicou que, neste primeiro momento, vai priorizar seus esforços junto à União em questões econômicas, fundamentais para que o Rio gere empregos e “continue avançando em sua recuperação fiscal e de credibilidade institucional”.

Além disso, num jantar com jornalistas na última quarta-feira, o governador frisou esperar que se façam valer os contratos de concessão para tirar do papel a duplicação da Rio-Santos (BR-101) e o término das obras abandonadas do Arco Metropolitano, de Magé a Manilha (BR-493).

A nota do governo ressaltou que a usina de Angra 3 “terá capacidade de gerar mais de 12 milhões de megawatts-hora por ano, energia suficiente para abastecer as cidades de Brasília e Belo Horizonte”. Já sobre a concessão dos aeroportos, afirma que o estado pretende dialogar para que sigam sendo “importantes equipamentos que sustentam a economia fluminense”.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. É assim que deve ser. Republicanismo acima de interesses políticos mesquinhos. O governador tem dado demonstração de que os interesses do Rio tem que estar acima dos interesses pessoais menores. Tenho acompanhado a movimentação dos setores industriais e comerciais do nosso Estado através de suas instituições como Firjan e Fecomércio e posso observar a união desses setores em defesa do Rio e de sua grandeza. E essa união dos setores privados com o setor público tem trazido bons benefícios para o nosso Estado.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui