Teatro Imperial recupera máquinas de projeção em 35mm e lança projeto Cine Teatro Imperial

Inauguração acontece dia 22 de maio, às 18h, com a parceria do Acervo César Nunes, que irá exibir olhares sobre momentos históricos, em décadas passadas, de Petrópolis e do Rio de Janeiro

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação

O recém inaugurado Teatro Imperial, localizado em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, lança a partir do dia 22 de maio, às 18h, uma novidade: o CINE TEATRO IMPERIAL. Com a recuperação da antiga cabine de projeção e da reativação das máquinas de projeção modelo ELTON IV, a exibição em 35mm, considerada pelos amantes da sétima arte a mais tradicional da história do audiovisual, poderá ser vista por meio de sessões gratuitas ao público, com distribuição de pipoca.

Com suas características arquitetônicas preservadas, a sala cênica do Teatro Imperial tem uma estrutura própria para projeção de filmes, pois conta com algumas peculiaridades que irão contribuir para uma experiência autêntica, se pensarmos na arte da transmissão em 35mm. Trata-se de uma sala com a capacidade para 606 pessoas, acessível, com a acústica favorecida pelo formato em diamante da sala cênica e os assentos clássicos modelo CIMO.

O CINE TEATRO IMPERIAL é uma iniciativa da Natureza Produções, que tem como sócios o gestor cultural Paulo Lopez e a atriz Sabrina Korgut. Durante algumas décadas o espaço funcionou como o antigo Cine Art Palácio, e depois, Cine Santa Cecília e Cine Teatro Santa Cecília. Ao saber da existência da cabine de projeção e dos equipamentos, até então trancados por mais de duas décadas, Paulo e Sabrina, que também são responsáveis pela gestão do Teatro Imperial, perceberam que se tratava de algo importante.

Advertisement

Foram necessárias algumas benfeitorias para garantir a total funcionalidade das máquinas e, consequentemente, dessa arte quase extinta de transmissão.

A inauguração contará com a parceria do Acervo César Nunes, que irá exibir valiosos olhares sobre momentos históricos, em décadas passadas, de Petrópolis e do Rio de Janeiro, incluindo o filme “Uma Joia entre as Montanhas”, com narração de Cid Moreira. César Nunes foi um importante produtor cinematográfico que dedicou a vida à cinematografia e produções para cinejornais e documentários que retratavam a realidade daquela época. O atual responsável pelo acervo, o pesquisador e projecionista Marcio Nunes, também irá realizar um bate-papo, após a sessão, contando sobre sua dedicação ao legado da família Nunes e a arte do cinema.

TEATRO IMPERIAL

Rua Marechal Deodoro 192 – Centro – Petrópolis – RJ

WhatsApp: 24 99839 2031 

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Teatro Imperial recupera máquinas de projeção em 35mm e lança projeto Cine Teatro Imperial
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui