Teatro Villa Lobos, em Copacabana, deve ter obras de reconstrução retomadas

Como medidas iniciais e protetivas, os tapumes em frente ao Villa Lobos foram trocados. O local também ganhou uma nova iluminação

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Ruínas do legendário Teatro Villa Lobos / Reprodução: Internet

Atingido por um incêndio devastador há 11 anos, o Teatro Villa Lobos, localizado em Copacabana, na Zona Sul da cidade, pode ganhar um desfecho feliz. Nesta terça-feira (20), a Sociedade Amigos de Copacabana (SAC) participou da vistoria das ruínas do consagrado palco carioca, para cobrar da Secretaria de Estado de Cultura uma providência sobre o destino do equipamento, que tanta falta faz à cultura da cidade e à vida noturna do bairro.

Segundo a SAC, a deputada estadual Elika Takimoto (PT) tem atuado em parceria com os governos federal e estadual sobre a destinação do espaço. O presidente da Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro (FUNARJ), Jackson Emerick, que também tem atuado de forma incisiva para a retomada das obras de reestruturação do teatro, anunciou nesta segunda-feira que as tratativas para a reconstrução do equipamento serão retomadas.

Como medidas iniciais e protetivas, os tapumes em frente ao Villa Lobos foram trocados. O local também ganhou uma nova iluminação. Seguranças devem ser contratados para garantir que a instalação não seja invadida por vândalos ou população de rua.  

No dia 8 de março deste ano, o Teatro Vila Lobos completou 44 anos de existência, sem nada para festejar. Após uma ampla reforma, o espaço sofreu um incêndio em 6 setembro de 2011, de causas desconhecidas, que levou pelos ares todo o trabalho então realizado.

Advertisement

Leia também

Em recuperação judicial, Americanas fecha várias lojas ao mesmo tempo

RJ continua com previsão de chuva nesta quinta-feira

Em 2014, a Secretaria de Estado de Cultura anunciou que iria retomar a reforma da estrutura. O que não aconteceu. Em 2019, o carioca teve mais um sopro de ilusão com um novo anúncio, que também não se concretizou.

Inaugurado em 8 de março de 1979, o Villa Lobos é resultado das mentes empreendedoras e criativas de Adolpho Bloch, fundador do Grupo Manchete; e de Geraldo Matheus, ator e diretor de teatro. A casa contava com três espaços cênicos: o palco principal, a sala Monteiro Lobato (Espaço II) e a sala Arnaldo Niskier (Espaço III).

O local foi batizado com o nome do maestro Heitor Villa-Lobos, um dos maiores compositores da história do Brasil.  O teatro foi palco de inúmeros espetáculos memoráveis, como a peça “Pato com Laranja”, encenada por com Paulo Autran e Marília Pêra cuja estreia foi em 13 de março de 1979. O sucesso foi arrebatador. E não foi o único.

O clássico nacional “Rasga Coração”, de Oduvaldo Vianna Filho (Vianinha), com as participações de Raul Cortez, Vera Holtz e Lucélia Santos, também encontrou no Villa Lobos um lugar de consagração. Na época, a peça foi um marco no processo de abertura política brasileira, após anos de governos militares.

Com informações da Página Sociedade Amigos de Copacabana (SAC). As imagens foram retiradas da rede social da instituição.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Teatro Villa Lobos, em Copacabana, deve ter obras de reconstrução retomadas

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Teatro Villa Lobos, em Copacabana, deve ter obras de reconstrução retomadas
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui