Terreirão do Samba é interditado pelo Corpo de Bombeiros do Rio

O espaço apresentou irregularidades relacionadas à segurança contra incêndio e pânico. Presidente da Riotur culpa depredações

Foto: Divulgação

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) interditou, nesta quarta-feira (18/01), o Terreirão do Samba, localizado na Rua Benedito Hipólito, número 66, no Centro do Rio. O espaço não cumpriu as exigências de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e apresenta irregularidades relacionadas à segurança contra incêndio e pânico. 

O TAC assinado entre as partes, que estava em vigor até 31 de dezembro de 2022, não foi cumprido ou renovado pelos responsáveis legais.

O CBMERJ está à disposição para auxiliar no que for necessário para a regularização do espaço, a fim de garantir a segurança do público, preservar vidas e bens“, afirmou o coronel Leandro Monteiro, secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do CBMERJ.

Desfiles

A 22 dias úteis do Carnaval, nenhuma das escolas do Grupo Especial e da Série Ouro deu entrada no Corpo de Bombeiros do Rio para liberação dos desfiles no Sambódromo. A situação é a mesma em relação às gremiações que desfilam na Avenida Intendente Magalhães.

Segundo a corporação, escolas de samba com até 2 mil componentes devem dar entrada na regularização com antecedência mínima de até 10 dias úteis. De 2.001 a 20 mil componentes, a antecedência mínima é  de 15 dias úteis. 

O presidente da Riotur, Ronnie Aguiar, afirmou que o Terreirão do Samba sofreu depredações em 2022 e por isso foi interditado na última quarta. Segundo ele, roubaram itens de segurança que eram obrigatórios pela TAC.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui