Torneio Jonosake reúne 400 tenistas amadores

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Troféu do torneio: Divulgação

Começa neste sábado, 17/05, e se estende por dois fins de semana, no Novo Rio Country Club, Rio de Janeiro, a quarta edição do Torneio Jonosake de tênis, que reunirá mais de 400 tenistas amadores de diversas categorias. A mais disputada promete ser a 70+, que envolverá 24 tenistas com idades que vão de 70 a 80 anos.

A categoria tem como um dos destaques o advogado aposentado e ex-jogador de futebol amador Antonio Carlos Murga, 80 anos. Murga, como é conhecido nas quadras, chegou ao tênis somente aos 62 anos de idade e nunca mais deixou o esporte. “Graças à atividade física constante, tenho um bom condicionamento, que me ajuda em quadra. Tenho velocidade e ótima mobilidade”, garante.

Advertisement

Murga destaca outro benefício que a prática do esporte lhe trouxe: “No ano passado, quando tive entupimento na carótida e precisei de uma cirurgia, meu ótimo condicionamento foi crucial para que tivesse uma rápida recuperação. Em menos de 30 dias, já estava em quadra novamente.

Outro veterano já teve sucesso em outras quadras. Edson Ramos, o Edinho, 79 anos, foi medalhista de bronze como atleta da seleção brasileira de basquete, na Universíade (olimpíadas universitárias) de Tóquio (1964).

Mestre e doutor em Educação Física, Edinho começou a jogar tênis quando trabalhou como técnico de basquete em Dubai. E com uma motivação curiosa:

“Queria aperfeiçoar o inglês, que era um idioma pouco falado pelos locais. Descobri que um grupo de ingleses jogava tênis em um clube e resolvi me aventurar. Aproveitava o período da sesta dos árabes para treinar no paredão, até que fiquei em condições de jogar com os ingleses. Daquele momento em diante, o tênis passou a fazer parte da minha vida”, conta Edinho, que dirigiu o Instituto de Educação Física da UERJ por 16 anos.

TRADIÇÃO PASSADA DE PAI PARA FILHA

À frente do torneio, está a empresária Keiko Inoue, que dirige a estância turística Jonosake, em Itaguaí. Keiko herdou do pai, o professor e mestre de Educação Física Joaquim Inoue, não apenas o espaço de lazer, que já recebeu mais de 2,5 milhões de visitantes em 35 anos, mas sobretudo a paixão pelo esporte, em especial o tênis.

Meu pai sempre foi um grande incentivador do esporte como ferramenta de inclusão, integração, saúde e felicidade”, conta.

Na edição 2024, o Torneio Jonosake premiará os vencedores de cada uma das 12 categorias com troféus que reproduzem os tradicionais Daruma, bonecos folclóricos japoneses que simbolizam a persistência e são considerados amuletos que trazem sorte.

No Japão, as pessoas geralmente compram Darumas para ajudá-las a alcançar um objetivo. Ao estabelecer este objetivo, o comprador pinta um dos olhos do Daruma e, quando o objetivo é alcançado, o outro olho é pintado como um sinal de gratidão pelo sucesso. Uma vez que ambos os olhos estiverem pintados, o Daruma terá cumprido seu propósito”, explica Keiko Inoue.

SERVIÇO:
IV TORNEIO JONOSAKE DE TÊNIS
Local: Novo Rio Country Clube (Av. Miguel Antônio Fernandes, 15 – Recreio dos Bandeirantes)
Dias 18 e 19 de maio
Categorias:
FEM A, FEM B, FEM C e FEM INIC. MASC 60+A, MASC 60+B e MASC 70+

Dias 25 e 26 de maio
Categorias: MASC A, MASC B, MASC C, MASC D e MASC INIC

Em caso de chuva nos dias do torneio, os jogos serão disputados nos dias 01 e 02 de junho.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Torneio Jonosake reúne 400 tenistas amadores
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui