Trem BalaSempre fui fã do transporte ferroviário, acho mais seguro, bonito e, no mínimo, mais pontual, já que não sofre com engarrafamento e menos com o tempo.O trem-bala funciona muito bem na Europa e no Japão e são poucos os casos de acidente.

Hoje com o caos aéreo e como o Governo Federal não vem demonstrando a mínima vontade em resolvê-lo (mais de uma semana e nem uma demissão, em outros países a cúpula já teria entregado sua carta de saída), o trem-bala vem demonstrando ser uma boa saída para, pelo menos, a ponte aérea Rio-São Paulo.

A ponte aérea é feita em cerca de 30-40 minutos, mas com Check-in, chegada, etc, se perde mais outros 30-40 minutos, o que acaba dando uns 80 minutos de viagem, sem contar voôs que atrasam e que hoje é uma constante. A viagem do trem-bala entre as capitais mais importantes do Brasil duraria 85 minutos, um tempo bem razoável.

Outro caso que vem sendo debatido é que o trem poderia ter um preço impeditivo, o projeto é de US$ 9 bilhões, pelo projeto da empresa italiana Italplan, mas o custo US$ 39,00 de tarifa para o usuáiro. Hoje dá algo em torno de R$ 75,00, mais barato que a passagem aérea.

O problema é que esta licitação é meio esquisita, já que a Italplan tem o maior custo de construção e a passagem mais barata já que o grupo alemão Transcorr oferecia uma passagem de US$ 81,00, contra um custo de US$ 7,2 bilhões e um consórcio da Osebrecht/Siemens tinha um custo de US$ 6,3 bilhões e uma passagem de US$ 77,00. A razão dada para a escolha do grupo italiano foi a de que eles preveêm apenas o uso de recursos privados, enquanto o das duas outras empresas pretendia-se usar recursos públicos, mas será que a Italplan conseguirá estes recursos?

Não duvido que consiga (apesar de esperar dinheiro do BNDES, que não deixa de ser do governo), a maioria das viagens do trem deverão sair lotadas, empresas e particulares tenderão a preferir este tipo de transporte, que inclusive é melhor para o meio-ambitente que um voô. E o lucro deverá vir nos 28 anos de concessão que terão.Central do Brasil

Pois bem, o projeto prevê a saída da Centra do Brasil até a Estação da Luz em São Paulo. Há também um possível interconexão com Guarulhos, o que pode aumentar o uso deste aeroporto muito distante da capital paulista.

O comprimento da linha será de 403 kilômetros (116 no Rio e 287 em São Paulo), que como dito, deverá ser feito em 85 minutos, a uma velocidade de 285 KM/h. Serão 110 trens, com capacidade para 855 passageiros, saindo um a cada 15 minutos.

Grande problema com o projeto, vai demorar 7 anos para ficar pronto, ou seja, se começar hoje, só em 2014 (depois da Copa do Brasil, mas antes da Olimpíadas do Rio 2016). Isso nos faz torcer para que alguém acorde o Lula, para nesse período de espera de 7 anos, faça alguma coisa e não deixe que a cada 10 meses morram 200 brasileiros em catástrofes anunciadas.

Se quiserem, façam o download da apresentação da Italplan sobre o trem bala.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui