Trem-Bala Rio-São Paulo volta a ser prioridade para Governo Federal

Orçado em mais de R$ 50 bilhões, o trem-bala contará com quatro estações nas regiões centrais do Rio de Janeiro e São Paulo

O Trem-Bala que ligará o Rio de Janeiro a São Paulo, estados da Região Sudeste, voltou a ser prioridade para o Governo Federal, tendo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizado a construção dos trilhos, no início deste ano, por meio de publicação no Diário Oficial da União, onde constava a informação de que a empresa responsável pelo empreendimento, a TAV Brasil, teria um plano de operacionalização das obras.

Pelo documento de requerimento da outorga, a TAV Brasil deverá concluir os estudos e projetos do veículo, até o mês de dezembro de 2024. De acordo com o cronograma da companhia, as desapropriações devam terminar até dezembro de 2025.

Orçado em mais de R$ 50 bilhões, o trem-bala contará com quatro estações nas regiões centrais do Rio de Janeiro e São Paulo. Pelo projeto, haverá interligação com outras ferrovias, como o Ramal Santa Cruz (RJ), Trem Intercidades (São Paulo-Campinas) – ainda não concluído; KM 0 do metrô de São Paulo e o Km 0 da CPTM (SP).

O veículo deve entrar em funcionamento, em 2032, percorrendo os dois estados em apenas 1h30 (90 minutos), a uma velocidade média de 350 km/h e 378 km, em ferrovias.

A TAV Brasil tem dado prosseguimento às negociações com governadores e prefeitos dos locais por onde o trem irá passar, para que, em caso de necessidade de alterações, os procedimentos sejam realizados com celeridade.

As informações são da Revista Fórum.  

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Então, quem vai gastar 1:30 a mais pra Santa Cruz de trem? Ver venda de drogas, gente armada pelo caminho….??? Fica a curiosidade.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui