Turista francês é resgatado na Pedra da Gávea após ser deixado para trás durante trilha

Homem foi encontrado nesta terça-feira (23) a quase 800 metros de altitude e de baixo de ventos muito fortes

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Parque Nacional da Tijuca (Foto: Riotur)

Um turista francês que fez a trilha de subida da Pedra da Gávea, na Zona Sul do Rio, nesta segunda-feira (22/01), foi resgatado depois que foi abandonado pelo próprio grupo durante a descida. Ele foi encontrado nesta terça-feira (23) a quase 800 metros de altitude de baixo de ventos muitos fortes.

Quem salvou o europeu foi o montanhista Tony Curtição, como é conhecido na região. Ele contou ao g1 que o estrangeiro encontrou problemas na volta da Carrasqueira, o trecho mais difícil da trilha.

Tony se diz um “local” e escala a Gávea quase todo dia, compartilhando as jornadas nas redes sociais. Ele oferece água aos visitantes e auxilia a subida dos mais inexperientes com cordas. Este ano, espera concluir o milésimo bate-volta no ponto turístico.

Em nota, o Parque Nacional da Tijuca destacou que áreas naturais apresentam riscos inerentes ao seu ambiente. Segundo a administração, o maior responsável pela segurança é o visitante.

Advertisement

“É necessário que o visitante esteja sempre atento ao optar por fazer uma atividade dentro de uma unidade de conservação”, afirma o posicionamento.

O parque diz que pontos devem ser checados antes da entrada no local:

  • Todos os visitantes devem respeitar o horário de funcionamento do Parque Nacional da Tijuca, que é das 8h às 17h, quando o parque tem funcionários que prestam apoio à visitação. Importante: na Pedra da Gávea, atualmente, só é permitido iniciar a trilha de 8h às 14h
  • Os visitantes que respeitam o horário de funcionamento tem a sua entrada registrada, garantindo controle de acesso e saída e, se necessário, o acionamento do Corpo de Bombeiros
  • Reforçamos aos visitantes que as características naturais do Parque oferecem riscos inerentes a lugares como esta Unidade de Conservação, o que inclui, por exemplo, picadas de insetos e animais peçonhentos, queda e/ou rolamento de pedras, quedas de árvores e galhos, raios, terrenos escorregadios, variações bruscas das condições do tempo, raios, etc
  • ?Por isso, mesmo em atividades permitidas, ao entrar no Parque, os visitantes são inteiramente responsáveis pela própria segurança, devendo avaliar e assumir os riscos das atividades que forem realizar dentro da Unidade de Conservação
  • No caso de acidentes, os visitantes devem acionar o Corpo de Bombeiros, por meio do telefone 193

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Turista francês é resgatado na Pedra da Gávea após ser deixado para trás durante trilha
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui