Unidade do programa Café do Trabalhador é inaugurada em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense

Governo do Estado oferece em média de 10.500 cafés da manhã diariamente nas 27 unidades distribuídas em 25 municípios fluminenses

Unidade do Café do Trabalhador é inaugura em Nova Iguaçu, município mais populoso da Baixada Fluminense - Divulgação

O Governo do Estado do Rio de Janeiro inaugurou, nesta quarta-feira (9), uma unidade do Café do Trabalhador, no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Pela proposta do programa, a primeira refeição do dia é vendida a R$ 0,50 em áreas de concentração de transporte público. Magé, Guapimirim e Queimados, também na Baixada, já contam com o programa, que é administrado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Ao todo, o Governo do Estado oferece em média de 10.500 cafés da manhã diariamente nas 27 unidades distribuídas em 25 municípios fluminenses. O cronograma estatal prevê o funcionamento de 59 polos em todo o Estado do Rio até o próximo ano.

O governador do Estado, Cláudio Castro (PL) destacou que a iniciativa é importante para os trabalhadores fluminenses que, muitas vezes, acordam de madrugada para trabalhar sem fazerem a primeira refeição do dia de forma adequada.

“Por questões logísticas e de distância do trabalho, boa parte dos cidadãos da Baixada Fluminense precisa acordar cedo e, muitas vezes, não tem tempo nem condições de fazer a primeira refeição do dia em casa. O Café do Trabalhador chega para somar ao município de Nova Iguaçu e para garantir um alimento de qualidade e baixo custo ao cidadão” disse o governador.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Julio Saraiva, lembrou que o município de Nova Iguaçu é um dos mais populosos da Baixada e como tal, é um dos que mais necessita deste tipo de iniciativa.

“Nova Iguaçu é uma das cidades mais populosas do estado e entregar esse programa para esses trabalhadores era um dos principais compromissos da nossa Secretaria com o povo da Baixada,” afirmou o secretário.

A refeição é composta por uma bebida quente sem açúcar, um pão com manteiga e uma fruta. Os trabalhadores também têm acesso a sachês de açúcar ou adoçante, guardanapos e mexedor descartável. Tudo embalado em sacola plástica para o transporte seguro.

A unidade de Nova Iguaçu funciona de segunda a sexta-feira, a partir das 4h30, na Rua Professora Marli Pereira de Carvalho, s/nº, no bairro Miguel Couto. A estimativa do poder público é de que sejam servidos 500 cafés diários na unidade.

O Café do Trabalhador está presente nos seguintes polos: Nova Iguaçu, Queimados, Guapimirim, São Gonçalo (2), Magé, Macaé, Santos Antônio de Pádua, Campos dos Goytacazes (2), Itaocara, Itaboraí, São Francisco de Itabapoana, Itaperuna, Bom Jesus de Itabapoana, São João da Barra, Barra Mansa, Rio das Ostras, Rio Bonito, Cordeiro, Teresópolis, Miguel Pereira, Paty de Alferes, Tanguá, Angra dos Reis, Nova Friburgo e Três Rios.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui