Universidade Veiga de Almeida terá 1º curso privado de Medicina da Zona Sul do Rio

Oferta é de 120 vagas por ano. Inscrições podem ser feitas até o fim de junho, via nota do Enem, e as aulas começam em julho. Curso vai funcionar na unidade de Botafogo, com laboratórios com tecnologia 3D e simulação realística

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

A Universidade Veiga de Almeida (UVA) lança, agora em junho, o primeiro curso privado de Medicina da Zona Sul do Rio de Janeiro. A UVA investiu em laboratórios modernos, plataformas 3D e equipamentos com simulação realística para oferecer a graduação no campus de Botafogo, a mais nova unidade da Veiga, inaugurada no segundo semestre de 2021, onde ficava o antigo Colégio Santo Amaro, bem próxima da estação Botafogo do metrô.

A UVA obteve, na segunda-feira (12/06), a autorização do Ministério da Educação (MEC) para abrir o curso, com nota máxima na avaliação de autorização do órgão. Serão disponibilizadas 120 vagas por ano. As inscrições podem ser feitas até o fim de junho, via nota do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), e o início das aulas está previsto para julho.

“Nossa proposta é formar, de forma humanizada, médicos para atenderem às principais necessidades de saúde da população: atenção primária à saúde e urgência e emergência, que são as principais demandas da população”, explica Beatriz Balena, reitora da UVA.

Entre os diferenciais do curso estão a oferta de experiências práticas desde o primeiro período da graduação, laboratórios modernos com equipamentos tecnológicos, como a plataforma 3D SOI para o estudo da anatomia, e simulação realística. Além disso, a UVA adotará metodologias de aprendizagem baseadas em problemas (Problem Based Learning – PBL) e trabalho em equipe (Team Based Learning – TBL).

Advertisement

Outra novidade é a inserção dos alunos em Unidades Básicas de Saúde, a fim de aprofundar o conhecimento sobre comunidades locais. “Desde o primeiro semestre, os estudantes atenderão em clínicas da família fixas e serão responsáveis por 6 a 8 famílias. No melhor cenário, poderão acompanhar a saúde de um mesmo núcleo familiar durante todo o período de formação”, completa Beatriz.

Para definir a proposta acadêmica do curso, a UVA se baseou nas melhores práticas nacionais e internacionais de ensino, tendo visitado instituições em Cingapura, Índia, Austrália, Espanha, Estados Unidos e Holanda, país pioneiro na aplicação do PBL. A principal influência é a do modelo norte-americano, semelhante ao adotado no Hospital Israelita Albert Einstein.

A graduação em Medicina da Veiga terá carga horária total de 8.032 horas, das quais mais de 4.500 serão práticas e 880 de extensão. O corpo docente será composto, inicialmente, por 31 professores, com ampla experiência profissional e formação de excelência, nas mais renomadas instituições públicas de Medicina do país

A UVA estabeleceu convênios com o município e o governo do Estado do Rio de Janeiro para a fase de internato do curso. Os estudantes atuarão em hospitais estaduais, como o Heloneida Studart e o Getúlio Vargas, clínicas da família, UPAs da capital e unidades privadas. Como contrapartida aos entes públicos, a Veiga cederá suas instalações e equipamentos para que município e estado requalifiquem suas equipes no campus de Botafogo. Além disso, a instituição de ensino também poderá ofertar cursos de atualização específicos para atender a médicos, enfermeiros e outros profissionais da rede pública de saúde.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Universidade Veiga de Almeida terá 1º curso privado de Medicina da Zona Sul do Rio
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui